Archive for 23 de outubro de 2011

Mais de 78.000 deixaram de fazer o Enem no Ceará

Em todo o Brasil, o Inep registrou 26,4% de abstenção . Foto - Divulgação

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2011 registrou um índice de abstenção média de 26,14% no Ceará, segundo dados divulgados no domingo (23) pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep). A estatística mostra que mais de 78.000 dos 300.129 inscritos deixaram de realizar ou foram eliminados do exame.

No sábado (22) mais de 30 pessoas chegaram atrasadas em um local de prova na Universidade de Fortaleza e o dia terminou com 24,51% de abstenção. No segundo dia de provas, não foram registrados muitos retardatários, mas o índice de abstenção subiu 1,63% por conta de fatos isolados como o da candidata que foi eliminada por usar lápis e borracha no rascunho da prova de redação.

Em todo o Brasil, o Inep registrou 26,4% de abstenção na edição deste ano do Enem, o que representa mais de 1,4 milhão de candidatos dos 5,3 milhões inscritos. O Distrito Federal teve o maior índice de abstenção neste domingo com 34,12% e o estado do Piauí teve o menor (21,41%).

Fonte: G1 CE

Posse de novos juízes do Tribunal Regional Eleitoral

Juiza Mônica Fontgalland

Juiz Antônio Sales de Oliveira

Os advogados Antônio Sales de Oliveira e Mônica Fontgalland Rodrigues de Lima tomam posse, na segunda-feira, 24/10, nos cargos de juízes substitutos, categoria jurista, da Corte do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará.

              A posse acontecerá, às 15h30m, no Gabinete da Presidência do TRE-CE, na presença do desembargador Ademar Mendes Bezerra, presidente do Tribunal, e dos demais juízes da Corte da Justiça Eleitoral do Ceará.

                 Os dois novos juízes foram nomeados, no último dia 13 de outubro, pela presidenta Dilma Roussef, que também nomeou o advogado Manoel Castelo Branco Camurça para o cargo de juiz titular da Corte do TRE.

             Ele substituirá Tarcísio Brilhante de Holanda, que chegou ao fim do seu segundo mandato, em outubro de 2010. A data da posse do novo juiz titular do TRE ainda não foi definida.

Comunidade de Mucambo exporta artesanato para África

        

Isaías Martins, Gilmar Martins e Francisco das Chagas, da Associação dos Artesãos de Carqueijo. Foto-Natércia Rocha

A pequena Carqueijo, no município de Mucambo, zona Norte do Ceará, é tipo exportação. A tecelagem produzida pela comunidade de cerca de 40 famílias chegou a Cabo Verde, na África. Antes já tinha sido levada para São Paulo. O artesanato Carqueijo está em exposição permanente na Central de Artesanato do Ceará (Ceart), em Fortaleza; e no Centro de Artesanato Ana Sancho Martins, na própria Carqueijo.

         A produção é feita pela Associação dos Artesãos de Carqueijo. Logo no selo dos produtos há um recado: “Este é um produto 100% artesanal”. E o recadinho dos artesãos de Carqueijo continua: “Ao adquirir uma peça de Carqueijo você valoriza o artesanato regional; resgata a dignidade e promove o desenvolvimento sustentável e ajuda a remuneração do artesão”. O selo da comunidade encerra afirmando: “Respeitamos e preservamos a natureza. Os produtos são feitos a partir de fibras naturais”. São dessas fibras naturais das bananeiras e do coqueiro que saem lindos jogos americanos, belos tapetes, baús, crochês e redes de varanda.

          Já se preparando para a Copa 2014, com apoio do Serviço Brasileiro de Apoio a Micro e Pequena Empresa (Sebrae), aconteceu, em Carqueijo, cursos de tecelagem, de criação de novos produtos, crochê e varanda. Mais de 40 pessoas, entre jovens e adultos, fizeram os cursos. A Associação dos Artesãos de Carqueijo é a única entidade de artesanato da zona Norte inscrita no Sebrae Oportunidades de Negócios 2014.

Multiplicação
             O artesanato do Carqueijo começou a ganhar impulso com dona Ana Sancho Martins. Ela passou a arte da tecelagem para o filho Isaías Martins que chegou a dormir na rua, em Fortaleza, para vender as peças. Hoje, quem toca o projeto é o filho de seu Isaías, o Gilmar, do Carqueijo. Gilmar é hoje quem faz as peças e ensina a comunidade a fazer a tecelagem por meio das palhas de coqueiro e bananeira.

             40 pessoas, hoje, em Mucambo, produzem cerca de 25 modelos de jogos americanos e tapetes de fibras naturais. Esse trabalho foi multiplicado por Gilmar pelo Ceará e em mais de 15 cidades

Serviço
Carqueijo Artesanato -Rua São Joaquim, s/n
Carqueijo – Mucambo, CEP 62175-000
Telefone: (88) 3654.4013

Fonte: Diário do Nordeste

 

outubro 2011
S T Q Q S S D
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  
Comentários
Arquivos