Sobral recebe empresas com investimentos de R$ 65 milhões

            

Sobral quer ampliar o Distrito Industrial com o Polo Metalmecânico. Foto - Lauriberto Braga

O setor industrial do Ceará ganha impulso em 2012 com a instalação em Sobral, no próximo mês de janeiro, das empresas Rodomundi e Maxbus, que abrirão oficialmente o Polo Metalmecânico do município. Juntas, elas somam investimentos de R$ 65 milhões e prometem gerar de imediato 850 empregos diretos. Ambas começam a operar ainda no primeiro semestre em instalações provisórias, até que sejam concluídas a construção de suas sedes, que serão vizinhas, no quilômetro 232 da BR 222.

             A informação é do secretário de Tecnologia e Desenvolvimento Econômico de Sobral, Pedro Aurélio Ferreira Aragão, segundo quem a Maxbus está na fase seleção e contratação de 500 trabalhadores para operarem na unidades sobralense. Por sua vez, os 350 selecionados da Rodomundi já estão iniciando a fase de treinamento no Senai/CE.

              “Ambas querem funcionar logo e decidiram não esperar a conclusão de suas respectivas sedes. Provisoriamente a Rodomundi funcionará num galpão de 2.400 metros quadrados (m²) localizado no pé da serra da Meruoca. Já a Maxbus irá se instalar temporariamente em oficinas da Prefeitura localizadas no Distrito Industrial”, antecipa o titular da SDE, que justifica a escolha do local das futuras sedes uma ao lado da outra. “São fornecedoras entre si e a proximidade vai facilitar os negócios”.

As empresas

             A Rodomundi é fabricante de implementos rodoviários (compactadores de lixo e carro cegonha) e equipagem de caminhões para corpo de bombeiros, enquanto a Maxbus produz carrocerias para ônibus e caminhões.

Nova fase para a cidade

           Segundo Pedro Aurélio, a boa nova representa somente o começo de uma nova fase e do novo perfil industrial de Sobral. “Já estamos fazendo contatos para trazer, para cá, outros fabricantes integrantes da cadeia metalmecânica e o funcionamento antecipado dessas pioneiras vai ajudar a atrair mais empresas ao nosso polo”, planeja o secretário de desenvolvimento, que afirma ainda não ter ideia do impacto que os novos empreendimentos terão no PIB de Sobral e do Estado.

            “O que posso dizer agora é que quando o polo estiver montado esperamos que sejam gerados mais de 10 mil empregos diretos no município, mudando definitivamente a feição e o perfil da nossa cidade”.

Ligação com o Pecém

         O secretário de desenvolvimento econômico de Sobral antecipou que a Prefeitura já iniciou também o processo de desapropriação da área de 500 hectares (custo de R$ 800 mil), onde será o porto seco, que ligará o município, por meio de terminal ferroviário, ao Porto do Pecém.

Fonte: DN/Negócios

Leave a Reply

dezembro 2011
S T Q Q S S D
« nov   jan »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031