Archive for 27 de janeiro de 2012

Sobral deve ganhar Região Metropolitana com 18 cidades

              

Sobral ocupa o terceiro lugar no ranking do Produto Interno Bruto (PIB) do Estado. Fotos - Divulgação

Assim que voltarem do recesso parlamentar, que termina no dia 2 de fevereiro, deputados estaduais cearenses devem votar a proposta de criação da Região Metropolitana de Sobral (RMS). Principal município da região Norte e uma das cidades com maior potencial econômico do Ceará, Sobral ocupa o terceiro lugar no ranking do Produto Interno Bruto (PIB) do Estado.

Deputados Professor Teodoro (Foto) e Antônio Carlos são os autores do projeto de lei que cria a RMS.

Composta pelos municípios de Sobral, Massapê, Senador Sá, Uruoca, Santana do Acaraú, Forquilha, Coreaú, Moraújo, Groaíras, Reriutaba, Varjota, Cariré, Pacujá, Graça, Frecheirinha, Miraíma, Meruoca e Alcântaras, a Região Metropolitana de Sobral, de acordo com a proposta, será estratégica para integrar a organização, o planejamento e a execução de serviços públicos de interesse comum desses municípios.

                  Será o caso das políticas públicas voltadas para o desenvolvimento econômico e social da Região, com ênfase na produção e na geração de emprego e distribuição de renda, e para a infra-estrutura econômica, que abrange comunicações, terminais, rodovias, trânsito, transportes, distribuição de água, esgotamento sanitário e destinação final do lixo.

                  Ainda deverão fazer parte da execução e do planejamento dos serviços públicos de interesse comum desses municípios a política da oferta habitacional, educação, saúde e segurança pública.

 Projeto de lei

                 A proposta de criação da RMS foi apresenta desde a legislatura passada pelo deputado estadual Professor Teodoro (PSD) e foi aprovada, à época, apenas como projeto de indicação. Agora, a expectativa é de que a proposta, de autoria do professor e do líder do Governo na Assembleia Legislativa, deputado estadual Antônio Carlos (PT), seja aprovada como projeto de lei. “Sobral vive uma prosperidade muito grande e já tem grau de desenvolvimento econômico suficiente para se transformar em Região Metropolitana. A criação dela não só reconhece a organização da cidade, como também vai possibilitar que o município receba do Ministério das Cidades recursos previstos para esse tipo de região”, explica Teodoro.

            Segundo o parlamentar, a Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA), cuja sede é em Sobral, recebe diariamente 10 mil alunos por dia de 40 municípios vizinhos, assim como a Santa Casa de Misericórdia atende pacientes de toda a região Norte do Estado. “Num primeiro momento, com a criação da região, Sobral iria ser o mais beneficiado financeiramente, mas, com o tempo, o desenvolvimento se expandiria para outros municípios”, pontua o parlamentar.

ENTENDA A NOTÍCIA

             Deputados estaduais que apresentaram a proposta de criação da RMS apostam no desenvolvimento dos municípios e na melhoria dos serviços públicos, como ocorreu na Região Cariri, após criação de sua RM. 

 Fonte: Jornal O POVO, edição de 27 /01/2012

Ceará concentra 52% dos bancos solidários do Brasil

           

Atendimento no Banco Palmas, em Fortaleza. Foto - Silvana Tarelho/DN

O Ceará é um celeiro de bancos comunitários. No Estado, a primeira instituição deste tipo surgiu em 1998, o Banco Palmas,  em Fortaleza, que é também o pioneiro no Brasil. Hoje, 52,23% dos bancos comunitários no País estão no Ceará. São 35 entre 67.
          A concentração é grande. O segundo estado em emissão de moedas sociais é São Paulo, com apenas cinco instituições. Durante seis anos, o Palmas foi o único. Em 2004, surgiu o segundo, o Banco Paracuru.
             Em 2011, o Palmas atendeu diretamente cerca de 10 mil famílias por meio de 5.300 operações de créditos, sendo 3.126 para as beneficiárias do Bolsa família. Foram 2.211 microsseguros vendidos, 2.700 contas correntes abertas, 37.166 pagamentos do Bolsa Família na comunidade do Conjunto Palmeiras, 510 mil operações de atendimento do correspondente bancário e 2.355 visitas de acompanhamento socioprodutivo às mulheres do Projeto Elas.

                Mais de mil famílias participaram das oficinas sobre educação financeira. E 2.230 jovens foram capacitados. Quatro inovações tecnológicas foram iniciadas: a biometria para pagamento do Bolsa família, o pagamento por celular, a venda de microsseguro por meio eletrônico e a gestão de toda a carteira de crédito do Instituto Palmas por um software de gestão.

Mais lucro

              Um dos casos de atendimento do Palmas é da dona Noemia Souza, que administra um bar e uma borracharia, anexos à sua residência. Ela tanto recebe a moeda social, a Palmas, dos clientes, como já contratou empréstimos, segundo diz, a juros baixos para equipar seu negócio. “É fácil de pagar e tenho mais lucro”, avalia.

           As duas frentes de trabalho foram responsáveis pelo sustento de sua família: ela, o marido e seis filhos.

            “Hoje, meus filhos, estão todos em suas casas”, diz. “Vou manter tudo como está, até o dia que meu marido quiser vender tudo isso aqui. Quero ir morar no Interior”. Noemia diz ainda que é cliente do Palmas desde que o banco surgiu. “Mudou tudo por aqui”, conta.

Maracanaú

              Entre os 35 bancos comunitários do Ceará, o Paju comemora cinco anos neste mês de janeiro. Desde 2006, início da atuação, o Banco Comunitário de Pajuçara, em Maracanaú, região metropolitana de Fortaleza, já atendeu a aproximadamente 600 empreendedores locais com acesso ao crédito, proporcionando a manutenção de cerca de 600 postos de trabalho e a criação de outros 400. Foram financiados R$ 600 mil reais em crédito em grupo e R$ 420 mil reais em crédito individual.

Fonte: DN

janeiro 2012
S T Q Q S S D
« dez   fev »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031