Archive for 15 de junho de 2012

Miss conhecerá projeto de combate à desertificação no Ceará

A Miss Universo 2011 e embaixadora da Convenção das Nações Unidas para o Combate à Desertificação (UNCCD), a angolana Leila Lopes visitará o Ceará nos dias 18 e 19 de junho de 2012 para divulgar e ressaltar a importância de projetos fundamentados no manejo adequado da terra e no acesso e uso racional da água potável em áreas degradadas. 

 Na agenda da Miss está uma visita a um projeto contra a  desertificação desenvolvido pelo Governo do Estado em Canindé, no Sertão Central.

Ela chegará em Fortaleza após participar da Conferência Rio +20, no Rio de Janeiro, evento que discute as questões da terra e da água no topo da sua agenda, devido às suas importâncias a longo prazo para a segurança alimentar do planeta.

Na agenda de Leila Lopes, estão marcados dois eventos oficiais. O primeiro será uma coletiva de imprensa no dia 18, às 15h30, no hotel Gran Marquise, com a presença da comitiva da UNCCD e de autoridades do Governo do Estado do Ceará, especialmente da Secretaria da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Secitece), Secretaria de Recursos Hídricos (SRH) e da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme).

Na manhã do dia 19, ela visitará comunidades que vivem nas proximidades da Bacia do Rio Cangati, no município de Canindé, para ver de perto as intervenções do Programa de Desenvolvimento Hidroambiental (PRODHAM) no local.
 Leila Lopes

Nascida na província de Benguela, em Angola, Leila Lopes ganhou visibilidade mundial ao ser eleita Miss Universo, no concurso realizado em setembro de 2011, em São Paulo. Desde que foi coroada, ela tem servido como porta-voz para o avanço no tratamento de portadores de HIV, além de atuar como embaixadora da UNCCD.

Ela também se dedica a várias outras causas sociais que trabalham com jovens, crianças, idosos e mulheres, principalmente nas questões educacionais.

V Encontro dos Apicultores da Região Norte do Ceará

O professor Everton Alves, da UVA, fez lançamento de livro durante o evento. Foto - Divulgação

O V Encontro dos Apicultores e a I Exposição de Produtos Apícolas do Norte do Ceará, eventos realizados no dia 6 de junho, no Ytacaranha Hotel de Serra, na Meruoca, reuniram 512 pessoas, entre autoridades, estudantes universitários e produtores rurais de 48 municípios. A iniciativa foi da Associação dos Apicultores de Meruoca (AMEL), tendo o apoio, dentre outras instituições, da Universidade estadual Vale do Acaraú (UVA).

A programação constou de palestras e apresentações técnicas, com a participação de professores e técnicos da Universidade Federal do Ceará (UFC), Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE), UVA e Apiários Altamira. Também houve o lançamento do livro “Pólen Apícola: manejo para produção de pólen no Brasil”, de autoria dos professores doutores Breno Magalhães Freitas (UFC), Marclo Milfont e José Everton Alves (UVA).

Na exposição de produtos apícolas estiveram presentes cinco empresas, havendo também a apresentação de equipamentos para o setor de apicultura. A UVA foi representada pelo Grupo de Pesquisa em Abelhas e Polinização (GPAP), do curso de Zootecnia, com exposição de alguns de seus trabalhos e dos produtos obtidos na Fazenda Experimental Vale do Acaraú.

Declaração da Caatinga ganha destaque na pauta da Rio+20

A Declaração da Caatinga, documento que formaliza compromissos para a promoção do desenvolvimento sustentável desse bioma, será apresentada na próxima segunda-feira (18), às 16h, em evento paralelo da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável – Rio+20. A exposição será realizada pelo gerente do Ambiente de Políticas Territoriais, Ambientais e de Inovação do Banco do Nordeste, Carlos Alberto Pinto Barreto, durante o “Encontro de Secretários de Meio Ambiente dos Estados e Municípios”.

 O Encontro ocorre no Auditório Central do Parque dos Atletas, área localizada em frente ao Riocentro, de 11h30 às 19h, e é promovido pela Associação Brasileira de Entidades Estaduais de Meio Ambiente (Abema) e Associação Nacional de Órgãos Municipais de Meio Ambiente (Anamma). Na ocasião, cerca de 500 gestores públicos debaterão ainda assuntos como Pacto Nacional pela Água; Desenvolvimento Sustentável da Amazônia; Bioma Cerrado e Desafios e Políticas Públicas para a Mata Atlântica.

 Para Carlos Alberto Pinto Barreto, o momento é uma oportunidade única para apresentar as riquezas e as potencialidades do bioma Caatinga, bem como o nível de comprometimento dos signatários da Declaração. “Os compromissos assumidos em prol do desenvolvimento sustentável na Caatinga, único bioma exclusivamente brasileiro, poderão servir de exemplo para todas as nações participantes da Rio+20″, afirmou.

 A Declaração

A versão final da Declaração da Caatinga foi concluída durante a “I Conferência Regional de Desenvolvimento Sustentável do Bioma Caatinga – A Caatinga na Rio+20”, realizada nos dias 17 e 18 de maio, na sede do Banco do Nordeste, em Fortaleza (CE). O evento reuniu mais de 450 representantes dos setores governamentais, poder legislativo, setor privado, terceiro setor, movimentos sociais, comunidade acadêmica e entidades de pesquisa.

 O documento é composto por 56 compromissos que consolidam os resultados de debates realizados nos nove estados abrangidos pelo semiárido (Alagoas, Bahia, Ceará, Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe), ao longo de um ano e meio.

Abertas as inscrições para o 34º Prêmio Vladimir Herzog

Até 3 de agosto, jornalistas de todo o Brasil poderão inscrever suas matérias para concorrer ao Prêmio Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos. Considerado entre as mais significativas distinções jornalísticas do país, o Prêmio Vladimir Herzog reconhece, ano a ano, trabalhos que valorizam a Democracia, a Cidadania e os Direitos Humanos nas mais variadas mídias.

A participação é aberta a todos os jornalistas profissionais brasileiros devidamente registrados no Ministério do Trabalho e Emprego (MTb). São nove categorias: Artes (ilustrações, charges, cartuns, caricaturas e quadrinhos), Fotografia, Documentário de TV, Reportagem de TV, Rádio, Jornal, Revista, Internet e Categoria Especial (envolve todas as mídias) que, neste ano, tem como tema “Criança em situação de rua”.

Para concorrer, os candidatos devem se inscrever através do site www.premiovladimirherzog.org.br preenchendo a ficha cadastral e anexando sua obra publicada no período compreendido entre 2 de setembro de 2011 e 3 de agosto de 2012.

Pela primeira vez em todas as edições do Prêmio, a escolha dos vencedores será realizada em sessão pública, com transmissão ao vivo pela internet. O julgamento dos trabalhos será no dia 10 de outubro, na Sala Sérgio Vieira de Melo da Câmara Municipal de São Paulo. A cerimônia de premiação acontecerá no dia 23 de outubro, às 19h30, no Tuca (Teatro da Pontifícia Universidade Católica), em São Paulo.

Organização, patrocínio e apoios

A 34ª edição do Prêmio Jornalístico Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos é promovida e organizada por 11 instituições: Associação Brasileira de Imprensa – Representação em São Paulo – ABI/SP; Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo – ABRAJI; Centro de Informação das Nações Unidas no Brasil – UNIC Rio; Comissão Justiça e Paz da Arquidiocese de São Paulo; Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo – ECA/USP; Federação Nacional dos Jornalistas – FENAJ; Fórum dos Ex-Presos e Perseguidos Políticos do Estado de São Paulo; Instituto Vladimir Herzog; Ordem dos Advogados do Brasil – Seção São Paulo – OAB/SP, Ouvidoria da Polícia do Estado de São Paulo e Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo.

Contando com o apoio institucional da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) e da Câmara Municipal de São Paulo, a edição deste ano tem o patrocínio da Petrobras, Banco do Brasil e Souza Cruz.

junho 2012
S T Q Q S S D
« maio   jul »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930