Archive for 27 de setembro de 2012

UVA abre inscrições para Mestrado em Geografia

Reitoria da UVA, no campus Betânia, em Sobral. Foto - Divulgação

A Universidade Estadual Vale do Acaraú receberá, no período de 1º de outubro a 9 de novembro de 2012, as inscrições para o Mestrado Acadêmico em Geografia (MAG). Serão ofertadas 11 vagas, distribuídas em duas linhas de pesquisa: Análise ambiental e estudos integrados da natureza; Dinâmica territorial: campo e cidade. A seleção será realizada de 19 a 23 de novembro, constando de prova escrita de conhecimento na área, exposição do projeto e entrevista, prova de proficiência em língua estrangeira e divulgação do resultado final.

  A matrícula ocorrerá de 10 a 14 de dezembro na Secretaria do Mestrado, no Centro de Ciências Humanas (CCH), campus Junco, em Sobral. As aulas terão inicio no dia 4 de fevereiro de 2013. As disciplinas serão ministradas de segunda à sexta-feira. O Mestrado terá duração máxima de 24 meses, incluindo-se neste período a defesa da dissertação.

 Recomendado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), do Ministério da Educação, o curso objetiva a formação de profissionais para atuação nas áreas de planejamento, assessoria de projetos junto aos movimentos sociais, políticas públicas e desenvolvimento de pesquisas, dando destaque ao ambiente semiárido.

Serviço

O Edital, com todas as informações sobre o Mestrado, está disponível na página da UVA na internet: http://www.uvanet.br/mag/documentos.php?tipo_documento=3

Telefone da Coordenação do MAG: (88) 3677-7859 / E-mail: mestradogeografia@uvanet.br

 

Detento Melitão desiste de curso da UFC após polêmica

Luiz Melitão foi condenado a 150 anos de prisão pelo assassinato de seis portugueses. Foto - Arquivo

Depois de causar muita polêmica, o detento Luiz Miguel Melitão Guerreiro escreveu, no dia 26, uma carta direcionada ao diretor do Instituto Penal Paulo Sarasate (IPPS), Celso Murilo Rebouças de Mendonça, desistindo de ingressar no curso de Geografia da Universidade Federal do Ceará (UFC). Ele foi aprovado no último vestibular. O preso solicitou que o documento fosse encaminhado à 1ª Vara de Execuções Penais de Fortaleza com pedido de arquivamento do processo.

Em carta ao diretor do IPPS, Celso de Mendonça, Melitão atribui a repercussão negativa do seu pedido à imprensa e às “elites”. Ele foi condenado a 150 anos de prisão pelo assassinato de seis portugueses na Praia do Futuro, em 2002.

A polêmica gira em torno do que diz a lei sobre a possibilidade de um detento em regime fechado cursar uma universidade. O juiz Luiz Bessa Neto garante que tomou a decisão respaldado pelo artigo 83 da Lei de Execução Penal, que assegura a assistência, a educação, o trabalho e as práticas desportivas aos cidadãos.

Para ele, o intuito do sistema carcerário é a ressocialização, e a educação é uma forma de alcançar esse objetivo.

Durante o processo, o Ministério Público Estadual deu parecer contrário à decisão do juiz, mas, mesmo assim, Luiz Bessa Neto concedeu o acesso ao curso. O MPE recorreu e o juiz deliberou positivamente. Ele poderia ingressar na UFC, de acordo com o juiz, sob escolta de dez policiais militares. Conforme o promotor que acompanhou o caso, Sílvio Lúcio Correia Lima, Luiz Melitão tem o direito de estudar dentro da penitenciária, já que cumpre pena em regime fechado.

Fonte: Diário do Nordeste, 27/10/2012

setembro 2012
S T Q Q S S D
« ago   out »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930