Sobral recebe o show “ABOIOS – O som do Sertão”

Grupo A Rainha e os Vaqueiros. Foto - Divulgação

Gibão, perneira, peitoral, chinelo e chapéu de couro. Esta é a vestimenta que os vaqueiros-aboiadores usam no dia a dia e é também o figurino que trajam quando sobem ao palco como A Rainha e os Vaqueiros, grupo que tem à frente Dina Martins, a Mestre da Cultura “Dona Dina”.

 Usando o aboio como forma de retratar os sons e ritmos cearenses, intercalados com contos, ‘causo’, versos, poesias, toadas, trechos de cordéis e músicas de Luiz Gonzaga, o grupo mergulhou no universo da cultura dos vaqueiros e, após um longo tempo de pesquisa oral, criou o show “ABOIOS – O Som do Sertão”.

 Na terça-feira, dia 04 de dezembro, o espetáculo chega a Sobral para apresentação às 19 h no Theatro São João. Pela manhã, às 10h, na Escola de Música, acontecerá uma Roda de Conversa com Dona Dina, os vaqueiros-aboiadores da cidade e interessados nos aboios do Sertão. O espetáculo é patrocinado pela Coelce e a programação em Sobral tem o apoio da Prefeitura Municipal, Ecoa, Governo do Estado do Ceará e SESC.

 O show “ABOIOS – O Som do Sertão” teve uma apresentação no mês de agosto em Caridade. Depois de uma pausa, voltou ao palco no dia 17 de novembro em Quixadá para uma série de apresentações pelo Ceará. Depois de Sobral, o grupo segue para Crato (07/12), Fortaleza (13 e 14/12) e Canindé (19/12).

Show

 Ao som de chocalhos, entra no palco Chico Water, representante dos vaqueiros. Em meio à poesia, convida os seus amigos e companheiros de luta, os vaqueiros-aboiadores, Hidelbrando, um mestre na sanfona, e o seu regional de zabumba e triângulo. Juntos, interpretam a música de abertura.

 Em seguida entra Dona Dina, que completa a cena para uma sequência de dez músicas, que são fruto de uma pesquisa sobre o cancioneiro popular dos vaqueiros-aboiadores, baseadas em suas vivências e em poesias que admiram, em especial, do Rei do Baião, Luiz Gonzaga.

 O show não se prende apenas ao roteiro musical. Os aboiadores artistas utilizam o improviso e interagem com o público, deixando evidente uma das propostas do grupo, que é de preservar o caráter natural do homem do campo.

Leave a Reply

novembro 2012
S T Q Q S S D
« out   dez »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930