Archive for 27 de dezembro de 2012

SiSU receberá inscrições de 7 a 11 de janeiro de 2013

Será de 7 a 11 de janeiro de 2013 o período de inscrições para o Sistema de Seleção Unificada (SiSU), do Ministério da Educação, que, no próximo ano, vai oferecer 129.279 vagas em 3.751 cursos de 101 instituições brasileiras de Ensino Superior. Os estudantes poderão se inscrever pelo site sisu.mec.gov.br. Por enquanto, o SiSU está disponível apenas para consulta, onde o candidato já pode pesquisar as vagas oferecidas pelas instituições.

Somente poderá se inscrever no processo seletivo do SiSU 2013 quem tiver participado da edição 2012 do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) e nela obtido nota superior a zero na prova de redação. As notas individuais do ENEM 2012 serão divulgadas nesta sexta-feira (28). O estudante poderá se inscrever no SiSU em até duas opções de vaga, devendo especificar, em ordem de preferência, as suas opções de vaga em instituição, local de oferta, curso e turno.

UFC

A  Universidade Federal do Ceará (UFC) irá ofertar, em 2013, um total de 6.264 vagas dos cursos de graduação através do SiSU, um acréscimo de 434 vagas em relação à edição passada. Além disso, a Instituição irá oferecer três novos cursos: as licenciaturas em Letras-Libras e Educação Física (Noturno), em Fortaleza, e o bacharelado em Ciências da Computação, no Campus de Quixadá. Outros cursos já existentes irão dobrar a oferta de vagas. É o caso dos cursos de Agronomia, Engenharia Civil e Engenharia de Materiais (Campus Cariri), Engenharia Elétrica e Engenharia de Computação (Sobral) e Sistemas e Mídias Digitais (Fortaleza). O curso de Odontologia em Sobral terá quatro vagas a mais. As vagas fazem parte do Programa de Apoio a Planos de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais (Reuni), desenvolvido pelo Governo Federal com o objetivo de ampliar o acesso e a permanência na educação superior.

Cotas

 O candidato também deverá especificar, durante a inscrição no SiSU, a modalidade de concorrência. Ele poderá concorrer às vagas reservadas pela Lei nº 12.711, de 29 de agosto de 2012, a chamada “Lei das cotas”. Pela lei, as instituições federais de Ensino Superior devem reservar pelo menos 12,5% das vagas de cada curso para estudantes que fizeram todo o Ensino Médio em escolas públicas. É o caso da UFC. Deste percentual, metade das vagas é para estudantes com renda familiar de até 1,5 salário mínimo. E ainda há o percentual para estudantes que se declararem pretos, pardos ou indígenas.

O SiSU disponibilizará a nota de corte para cada instituição, local de oferta, curso, turno e modalidade de concorrência, com atualização conforme o processamento das inscrições efetuadas. Não haverá cobrança de taxa de inscrição às vagas ofertadas pelo SiSU. De acordo com o MEC, mais de 90% das vagas nas universidades federais para 2013 serão ofertadas por meio do SiSU. Todo o processo, com exceção da matrícula dos candidatos selecionados, é feito exclusivamente pela Internet.

As instituições públicas de Ensino Superior que participam do SiSU ofertam vagas em seus cursos duas vezes ao ano, no início de cada semestre letivo, aos candidatos mais bem classificados no ENEM. Mais de 4 milhões de estudantes realizaram as provas do ENEM 2012 em todo o País.

Calendário

– 7 a 11 de janeiro de 2013: período de inscrições do SiSU
– 14 de janeiro de 2013: resultado da primeira chamada do SiSU
– 18 a 22 de janeiro de 2013: matrícula da primeira As instituições públicas de Ensino Superior que participam do SiSU ofertam vagas em seus cursos duas vezes ao ano, no início de cada semestre letivo, aos candidatos mais bem classificados no ENEM. Mais de 4 milhões de estudantes realizaram as provas do ENEM 2012 em todo o País.
– 28 de janeiro de 2013: resultado da segunda chamada do SiSU
– 28 de janeiro a 8 de fevereiro de 2013: prazo para participar da lista de espera
– 1º a 5 de fevereiro de 2013: matrícula da segunda chamada do SiSU
– 18 de fevereiro de 2013: a partir desta data, instituições podem convocar candidatos em lista de espera

Esclarecimento de dúvidas e mais informações: Ministério da Educação – fone: 0800 616161

 

Moésio se despede e Teodoro será efetivado na Assembleia

Deputados Moésio Loiola e Professor Teodoro (PSD). Foto - Divulgação

Moésio Loiola (PSD) subiu  à tribuna, na quarta-feira 26,  para se despedir da Assembleia Legislativa do Ceará. Após 26 anos como parlamentar, ele vai renunciar ao cargo na próxima segunda-feira, 31 de dezembro, para assumir, a partir de 1º de janeiro do próximo ano, como prefeito eleito do Município cearense de Campos Sales, a cerca de 495 quilômetros de Fortaleza. Além de Moésio e Roberto Cláudio, também renunciará ao mandato o deputado Paulo Duarte, suplente no exercício, para ser prefeito do Município de Limoeiro do Norte.

Durante o discurso de despedida, Moésio Loiola agradeceu aos eleitores e a todos os colegas parlamentares com quem conviveu durante os sete mandatos no Legislativo e pediu desculpas àqueles com quem teve algum desentendimento. O deputado afirmou que terá um novo desafio como prefeito de Campos Sales, principalmente no combate aos efeitos da seca.

 O parlamentar declarou ainda que está sendo bastante difícil dizer “adeus”, mas que deixa o mandato com o “sentimento de dever cumprido”. Durante o discurso, ele recebeu apartes de quase todos os colegas que estavam em plenário, que destacaram a capacidade de liderança, de diálogo e de entendimento do deputado nos 26 anos em que esteve na Assembleia, agora como o decano do Parlamento.

Com a renúncia de Moésio Loiola, será efetivado o deputado Professor Teodoro (PSD), que estava como suplente do deputado Gony Arruda (PSD) desde que este assumiu a Secretaria do Esporte do Estado. Todos eles foram eleitos pelo PSDB, nas eleições de 2010, mas trocaram de partido, no início do ano passado, aproveitando a brecha da lei que garante o mandato de quem muda de agremiação desde que esta esteja sendo formada, como foi o caso do PSD que abrigou, além de deputados tucanos, também alguns prefeitos da sigla.

 Fonte: Diário do Nordeste

Alceu Valença será a atração do Réveillon de Sobral

Cantor pernambucano Alceu Valença. Foto - Divulgação

O cantor e compositor pernambucano Alceu Valença fará o show do Réveillon de Sobral. A tradicional festa de final de ano promovida pela Prefeitura para a população sobralense terá início às 21h do dia 31 de dezembro, na Margem Esquerda do Acaraú. Além do cantor Alceu Valença, haverá a apresentação da Banda Kirimbau e queima de fogos na virada do ano.

Alceu Valença fará um show especial em homenagem ao centenário de Luiz Gonzaga, interpretando canções do Rei do Baião, além de sucessos como “Pelas Ruas Que Andei”, “Cavalo de Pau”, “Belle de Jour”, “Táxi Lunar”, “Como Dois Animais”, “Anunciação” e “Morena Tropicana”.

 
Fonte: Site Sobral

Sete mil casas no Ceará não possuem luz

Muitas famílias cearenses ainda não dispõem de eletricidade em suas casas. Foto - Kid Júnior/DN

O Brasil ainda possui mais de 1 milhão de casas sem luz, quase o triplo do anteriormente estimado pelo governo. É o que mostrou um levantamento feito a pedido da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) pelas 17 distribuidoras de energia do país cujos serviços ainda não foram universalizados – ou seja, que possuem lares em sua área de atuação sem ligação elétrica. No Ceará, sete mil residências ainda aguardam a chegada de eletricidade, conforme a Coelce (Companhia Energética do Ceará). 99,2% da área urbana e 97,4% na área rural têm energia.

O prazo para o término das operações está em negociação entre a Coelce e o governo federal, para o ano de 2013. Anteriormente, a meta era conseguir a universalização neste ano. Segundo a empresa, em 2011, o projeto beneficiou 15.353 famílias e, em 2012, 3.511 casas.

Investimento

Conforme as distribuidoras de energia, serão necessários R$ 17,3 bilhões para levar luz a todas as residências do País. Até então, o governo federal estimava haver apenas 378 mil casas sem energia elétrica no país, usando como base os dados do Censo 2010, do IBGE. O número subsidiou a decisão do governo, em 2011, de instituir uma nova fase do programa Luz para Todos, com metas de universalização até 2014.

Diante dos novos dados, oito das 17 distribuidoras passaram a pleitear a prorrogação da data estipulada pelo governo. No caso dos estados de Tocantins, Bahia e Mato Grosso, onde há cerca de 380 mil casas sem luz, as empresas pedem que o prazo seja adiado para 2027.Criado em 2003 para acabar com a “exclusão elétrica”, o Luz para Todos já atendeu 14,4 milhões de residências.

O programa, cujo prazo inicial terminaria em 2008, foi prorrogado por duas vezes. Até o momento, foram investidos R$ 20 bilhões. Destes, R$ 14,5 bilhões foram repassados às distribuidoras pelo governo. A revisão das datas para universalização das oito distribuidoras ainda serão julgadas pela Aneel. O pedido das distribuidoras entrou na pauta da reguladora no dia 18, porém a decisão foi adiada para o ano que vem diante do pedido de vistas de um dos diretores.

 Fonte: Diário do Nordeste

 

dezembro 2012
S T Q Q S S D
« nov   jan »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31