Archive for 15 de janeiro de 2013

Funcap apoia projetos de mestrado e doutorado

O Governo do Estado, por meio da Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (Funcap) lançou na segunda-feira (14), o edital nº 01/2013 – Apoio a Projetos de Mestrado e Doutorado Interinstitucionais. O edital tem como objetivo apoiar a execução de projetos de Mestrado Interinstitucional (Minter) e Doutorado Interinstitucional (Dinter), previamente aprovados, mas nãofinanciados, pela Capes.

 projetos devem beneficiar instituições de ensino superior sediadas no Ceará, viabilizando a formação de mestres e doutores fora dos grandes centros de ensino e pesquisa do estado, principalmente no Interior. Dessa forma, a Funcap e a Capes objetivam promover a capacitação de docentes para os diferentes níveis de ensino, subsidiar a nucleação e o fortalecimento de novos cursos de pós-graduação Strictu sensu no Ceará.

 Poderão apresentar propostas docentes que atuem como “Coordenador Operacional” de projeto de Minter ou Dinter aprovado pela Capes para uma “Instituição Receptora” sediada no Ceará. As propostas devem ser apresentadas sob a forma de projeto e encaminhadas à Funcap via internet, por intermédio do Formulário de Solicitação de Auxílio a Projeto de Pesquisa (APQ) na Plataforma Montenegro, disponível na página eletrônica da Funcap (www.funcap.ce.gov.br)

 Confira o edital: http://montenegro.funcap.ce.gov.br/sugba/edital/148.pdf

 Cronograma: 14 de janeiro de 2013: Lançamento do Edital na página eletrônica da Funcap; 21 de janeiro de 2013: Disponibilização do formulário eletrônico (Plataforma Montenegro); 28 de fevereiro de 2013: Limite para submissão das propostas; A partir de 15 de abril de 2013: Divulgação dos resultados na página da Funcap;  A contratação das propostas aprovadas vai ocorrer imediatamente após a aprovação.

 Fonte:Assessoria de Comunicação da Funcap

 

Em Sobral aluno com 14 anos é aprovado em medicina

Estudante Tiago Saraiva. Foto - G1 CE/Arquivo pessoal

O jovem Tiago Dirceu Saraiva, com 15 anos recém-completados, se surpreendeu na tarde de segunda-feira (14) quando viu a aprovação no curso de medicina da Universidade Federal do Ceará (UFC), no campus de Sobral, zona Norte Ceará. Quando fez o exame, ele tinha apenas 14 anos. Cursando o 1º ano, ele disputou uma das 80 vagas com mais de 4 mil candidatos.

“Quis fazer o Enem para testar. Fiz sem acreditar muito, quando saiu a nota, tive mais esperança. Me inscrevi no Sisu em Sobral e veio a surpresa”, lembra o estudante. “A primeira a ver que fui aprovado foi minha mãe, ela me contou e pedi um momento até ‘cair a ficha’. Depois houve muita comemoração”, diz o estudante.

Ainda na segunda-feira ele viajou a Fortaleza para solicitar ao Conselho Estadual de Educação o pedido para ingressar na faculdade de medicina. Ele deve fazer uma avaliação no colégio onde estuda para tentar obter um parecer; caso seja aprovado, a escola dispensa o aluno de cursar o restante do ensino médio. O resultado de Tiago sobre o parecer para ingressar ou não na universidade deve ser divulgado na quinta-feira (17). Normalmente, só cursam faculdade alunos que concluíram o ensino médio.

“É um caso muito raro ser aprovado para faculdade cursando o 1º ano, ocorre uma vez a cada três anos na nossa escola. Cursando o 2º ano é um pouco mais comum”, diz o diretor da escola onde Tiago estuda, Tales de Sá. “Ele vai fazer a prova, se ele provar que domina o conhecimento do ensino médio, ele é dispensado”, explica.

O diretor, no entanto, recomenda que Tiago conclua o ensino médio, cursando o 2º e 3º anos. “Na realidade, eu aconselharia a ele que ele fizesse o ensino médio, para ele amadurecer sem dar saltos, mas ele gosta de desafios então temos que respeitá-lo”, diz.

Saiba mais

Com 15 anos, ele diz acreditar que a matrícula prematura na universidade pode trazer mais benefícios do que “contras”. “É uma questão difícil entrar cedo na universidade. Pode atrapalhar a vida social, mas temos de pesar os prós e contras; se eu entrar, serão mais prós do que contras, com certeza”, diz.

O pai de Tiago, Santiago Saraiva, conta que deixou a decisão de ingressar ou não na faculdade com o filho. “A decisão foi dele e eu apoiei”, diz. O pai fala que sempre contribuiu com os estudos dos dois filhos, que são estudiosos desde crianças.

Tiago deve voltar a Sobral na quarta-feira, quando pretende comemorar a aprovação com os amigos. “Já recebi muitas ligações e mensagens dos amigos e comemorei com a família. Agora vamos comemorar quando eu voltar a Sobral”, diz.

Ano competitivo

“Sempre fui muito estudioso, mas nunca fui muito competitivo. Foi isso que mudei em 2012”, conta Tiago. Ele diz que sempre foi bom aluno, principalmente em biologia e nas disciplinas da área de humanas.

“Foi em 2012 que entrei para aulas de preparação para o vestibular, olimpíadas, e aí estudei mais, foi quando me senti mais preparado para fazer o Enem.” Tiago fala que o colégio onde estuda, Farias Brito, incentiva estudantes mais preparados a fazer vestibulares e o Enem, mas decidiu fazer o exame por conta própria.

Fonte: André Teixeira – Do G1 CE

janeiro 2013
S T Q Q S S D
« dez   fev »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031