Archive for 17 de fevereiro de 2013

Aulas do Mestrado em Gestão de Negócios Turísticos

O Curso é iniciativa da Universidade do Parlamento, da Assembleia Legislativa do Ceará. Foto - Divulgação

Começam na próxima terça-feira (20/03) as aulas do mestrado profissional em Gestão de Negócios Turísticos da Universidade do Parlamento, em parceria com a Universidade Estadual do Ceará (Uece). As matrículas dos candidatos aprovados na prova escrita e de títulos encerram-se nesta sexta-feira (16/03). Os classificados devem procurar a sede da Unipace, na avenida Pontes Vieira, 2391, até às 21h.

O mestrado é destinado a profissionais graduados das mais diversas áreas, que trabalham ou desejem atuar na gestão de negócios e de territórios turísticos. O objetivo principal é capacitar gestores públicos e privados em gestão de negócios e territórios turísticos em pós-graduação stritu senso, cobrindo uma lacuna do mercado profissional e aumentando a capacidade de desenvolvimento da atividade no Estado e nas regiões Norte e Nordeste do País.

A carga horária é de 60 créditos, equivalendo 900 horas, de acordo com a estrutura curricular: 30 créditos teóricos e práticos em disciplinas obrigatórias e optativas e 30 créditos equivalentes à dissertação. As disciplinas serão modulares e ministradas de segunda a sexta-feira das 19h às 22h e, eventualmente, aos sábados das 8h às 13h. Outras informações podem ser obtidas pelo telefone (85) 3257.7871.

Comitê da Seca se reúne com a bancada federal cearense

 

Nelson Martins, secretário do Desenvolvimento Agrário do Ceará. Foto - Divulgação

O Comitê Integrado de Combate à Seca do Ceará realiza nesta segunda-feira (18) reunião com a bancada federal de deputados e senadores cearenses para discutir a produção de forragem como alternativa para a alimentação do rebanho, utilizando os perímetros irrigados do Departamento Nacional de Obras contra as Secas (DNOCS). Também estarão em pauta temas como o abastecimento d’água nos municípios, a Operação Carro-pipa, e outros assuntos de interesse dos municípios. A Associação dos Municípios do Ceará (Aprece) deve comparecer à reunião.

 O encontro foi articulado em parceria com o Pacto de Cooperação da Agricultura (Agropacto) e a comissão de Agropecuário da Assembleia Legislativa e acontecerá no Plenário 13 de Maio, a partir da 8 horas. O secretário do Desenvolvimento Agrário, Nelson Martins, destacou que é possível incentivar a irrigação nos perímetros irrigados para a produção de forragem. “Temos o exemplo do perímetro irrigado Mandacaru, em Jaguaribara, e vamos negociar com o Governador Cid Gomes o investimento nesses perímetros para que nós tenhamos uma alternativa para a alimentação animal”, afirmou.

 Segundo o diretor geral do DNOCS, Émerson Fernandes, o órgão tem interesse em desenvolver atividades produtivas nos perímetros irrigados. “É muito importante contar com a parceria do Estado do Ceará para incentivar atividades produtivas nos perímetros irrigados”, destacou. O DNOCS administra 14 perímetros irrigados no Ceará, com um total de 800 hectares.

 O Comitê vai solicitar à bancada federal intermediação junto ao Governo Federal para viabilizar o uso dos perímetros irrigados para a produção de forragem.

Curso de Magistério Indígena Tremembé Superior

 

Curso beneficia indios da comunidade deAlmofala, em Itarema, zona Norte do Ceará. Foto - DN

É muito mais do que a graduação em um curso superior: um capítulo na história da reafirmação indígena no Ceará. Ato pioneiro no Nordeste, 36 professores índios concluem, pela Universidade Federal do Ceará (UFC), o Curso de Magistério Indígena Tremembé Superior (Mits), criado por iniciativa dos próprios índios Tremembé do distrito de Almofala, em Itarema, zona Norte do Estado. Após seis anos de uma longa jornada de estudos e etapas para o reconhecimento no Conselho Nacional de Educação, a licenciatura intercultural abre novo passo no conceito de educação superior.

 A colação de grau se dará na Concha Acústica da UFC, em Fortaleza, no dia 6 de marco. Os 36 índios professores receberão o diploma 40 anos após uma apresentação cultural de seus ancestrais naquele mesmo espaço, quando menos se sabia de onde estavam e quem eram os índios do Ceará.

Para onde irão os 36 graduados? Para onde nunca quiseram sair. Isso porque a proposta desse magistério não é absorção em mercados, mas garantia de mais conhecimento (o que, teoricamente, deveria ser o primordial de qualquer curso superior) na transmissão do saber nos aldeamentos indígenas. Formar lideranças no âmbito da escola para fortalecer o movimento indígena.  

Fonte: Diário do Nordeste

 

fevereiro 2013
S T Q Q S S D
« jan   mar »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728