Archive for 25 de abril de 2013

Realizado em São Luís o 52º Fórum Nacional de Reitores

Solenidade de abertura do Fórum de Reitores. Fotos - Divulgação

Com o tema “O desafio das universidades brasileiras: formação de pessoal para atuar nas novas áreas de desenvolvimento do país”, foi realizado, no período de 17 a 20 de abril, em São Luís, Maranhão, o 52º Fórum Nacional de Reitores, promovido pela Associação Brasileira dos Reitores das Universidades Estaduais e Municipais (Abruem) e a Universidade Estadual do Maranhão (Uema).

Reitora da UVA, Palmira Soares e o ex-reitor, Antonio Colaço Martins.

O evento reuniu reitores e outros dirigentes das 40 universidades públicas, que hoje a integram a Abruem.  A Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA), que tem sede em Sobral, Ceará, foi representada pela reitora em exercício, professora Maria Palmira Soares de Mesquita, que participou de toda a programação.

Debate da Frente Parlamentar marcou o Fórum de Reitores.

Durante a cerimônia de abertura, dia 17, às 20h, no Pestana São Luis Resort Hotel, foi realizada uma sessão de homenagens, com a entrega de diplomas para os associados da Abruem que já concluíram seus mandatos. Entre os homenageados, o ex-reitor da UVA, professor Antonio Colaço Martins, recebeu medalha e diploma em reconhecimento ao trabalho realizado durante sete anos na instituição.

Participaram da solenidade, dentre outras autoridades, o presidente da Abruem e reitor da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), João Carlos Gomes; o reitor da Uema, José Augusto Silva Oliveira; o secretário de Estado da Ciência e Tecnologia, José Ferreira Costa, representando a governadora Roseana Sarney; a deputada estadual, Francisca Primo, representando a Assembleia Legislativa do Maranhão; o secretário de Estado da Educação, Pedro Fernandes; e o presidente da Fundação Municipal de Cultura, Francisco Gonçalves, representando o prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior.

Frente Parlamentar

 Em uma iniciativa da Abruem, a Câmara dos Deputados instalou, no dia 6 de março deste ano, a Frente Parlamentar Mista em Defesa das Universidades Estaduais e Municipais, tema discutido na mesa de encerramento Fórum. Participaram dos debates os senadores Inácio Arruda (PC do B-CE), Edison Lobão Filho (PMDB – MA); os deputados federais Cleber Verde (PRB – MA), Waldir Maranhão (PP – MA), Sétimo Waquim (PMDB – MA) e Lourival Mendes (PT do B – MA); bem como a vereadora Rose Sales e os reitores João Carlos Gomes, presidente da Abruem, e José Augusto Oliveira, da Universidade Estadual do Maranhão (Uema).

Um dos objetivos da Frente é assegurar recursos a partir de 2014 para as Universidades Estaduais e Municipais, que somam 43% do total de alunos matriculados no ensino superior público no Brasil.

Confraternização

 

O vice-governador Washington Luís Oliveira recebeu, na noite de 18 de abril, na casa de veraneio do Governo do Estado, na Praia Ponta D’Areia, a comitiva de reitores. Durante a solenidade, que contou com aproximadamente 200 pessoas convidadas, o presidente da Abruem, João Carlos Gomes. entregou ao vive-governador uma medalha de homenagem e, em seguida, agradeceu a hospitalidade.  Para abrilhantar a cerimônia, todos participaram de uma apresentação do Boi Barrica que, além de cantar suas belas canções, apresentou brincadeiras folclóricas, genuinamente maranhenses.

Fonte: Assessoria de Comunicação e Marketing Institucional da UVA

Tortura realizada pelo Regime Militar é debatida na UVA

Reitora Palmira Soares apresentou boas-vindas e destacou a importância do evento. Fotos - Hudson Costa

A Assembleia Legislativa, por meio da Comissão de Direitos Humanos e Cidadania, realizou, na manhã de quinta-feira (25/04), no Auditório Central da Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA), em Sobral, audiência pública sobre a tortura realizada durante o Regime Militar no Brasil. O debate, que se baseou em relatos de casos antigos e recentes, atendeu a requerimento da presidente da Comissão, deputada estadual Eliane Novais (PSB).

Deputada Eliane Novais (PSB), presidente da Comissão de Direitos Humanos da AL.

Eliane ressaltou a importância de discutir sobre a história recente do Brasil e sobre o período conhecido como Ditadura Militar (1964 – 1985). “Esse debate serve para reconhecermos o que não deve mais acontecer no País. Trabalhamos para resgatar a memória, a verdade e a justiça do povo brasileiro”, afirmou. A parlamentar disse ainda que luta pela devolução dos mandatos de parlamentares cearenses que foram cassados de forma arbitrária, durante o Regime.

A reitora da UVA, Maria Palmira Soares de Mesquita, defendeu que a discussão tem uma ação pedagógica, pois a atual geração precisa conhecer a história, para que os erros do passado não venham a se repetir no futuro. “Considero um dever de toda a comunidade universitária provocar esse debate”, frisou.

Audiência pública ocorreu no Auditório Central da UVA, campus Betânia.

A presidente do Instituto Frei Tito de Alencar, Lúcia Alencar, destacou que o momento é de reflexão e ação em relação à temática. De acordo com ela, fala-se muito sobre os holocaustos mundiais, mas “o holocausto brasileiro, que foi a Ditadura Militar, precisa ser mais debatido, pois a tortura não pode mais acontecer”.

A professora doutora da UVA, Edvanir Maia, apresentou o painel “A Ditadura Militar em Sobral” e ressaltou o papel de apoio ao regime por parte das oligarquias, da Igreja Católica e da maior parte do movimento estudantil sobralense. Ela lembrou também que existiam focos de resistência ao Regime Militar.

O ex-preso político, professor Paulo Emílio, relatou o que sofreu durante a Ditadura Militar. “Até hoje setores conservadores da nossa sociedade afirmam que não houve tortura no Brasil. Eu sou uma prova viva que sofremos tortura, que fomos obrigados a ir para clandestinidade e viver em fuga. Fui preso aqui em Sobral por lutar contra a mentira, contra o autoritarismo e não me arrependo. Faria tudo de novo”, registrou.

Ao fim da audiência, ficou acertado que Paulo Emílio irá prestar depoimento para o Comitê Estadual de Memória, Verdade e Justiça do Ceará, como forma de contribuição para os trabalhos da Comissão Nacional da Memória, Verdade e Justiça. Foi proposta também a criação da Comissão da Verdade da UVA.

Após o evento, foi lançada a exposição “Sala Escura da Tortura”, que retrata o cárcere de Frei Tito de Alencar. Também participaram da audiência o representante da Secretaria de Cultura de Sobral, Vicente de Paula Batista, estudantes da UVA, além da representante do Comitê Estadual de Memória, Verdade e Justiça do Ceará, Valderez Albuquerque.

Fonte: Agência de Notícias da Assembleia

 

abril 2013
S T Q Q S S D
« mar   maio »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930