Archive for 28 de maio de 2014

Artesãos do Litoral Oeste expõem trabalhos em Paracuru

Trabalhos produzidos por artesãos de Paracuru . Foto - Divulgação

Eles vivem onde muitos sonham em passar os fins de semana ou as merecidas férias. São nascidos e criados em cidades que abrigam praias paradisíacas do Litoral Oeste do Ceará. Nos encantos naturais das praias de Paracuru, Taíba, Lagoinha, entre outras, os artesãos têm inspiração para seus trabalhos, que vão de bordados a peças confeccionadas com escamas de cumurupim ou quenga de coco.

No próximo fim de semana, sexta e sábado (30 e 31 de maio), na Praça de Eventos, a  partir das 18 h, grupos de artesãos se encontram em Paracuru por ocasião do Litoral Feito à Mão, na  Feira de Artesanato Regional que contará com trabalhos produzidos em Caucaia, São Gonçalo do Amarante, Paracuru, Paraipaba e Trairi.

Entre os expositores, distribuídos em 16 estandes, vão estar artesãos e grupos de artesãos como:  GCAP (Grupo das Costureiras e Artesãs de Paracuru), ACAP (Associação do Centro de Artesanato de Paracuru),ARTFIO (grupo de São Gonçalo do Amarante), KAA Bacana e o grupo Arte e Flor (ambos de Caucaia), ARTECAN, AGRUPART e grupo de Guajirú (de Trairí), Renascer das Artes e artesãos de Lagoinha (Paraipaba), e um grupo de artesãs de Aroeira (zona rural de Pentecoste), que não é do litoral, mas participa do projeto como grupo convidado.

Em exposição, bordado, fuxico, crochê, rechilieu, trabalhos em cerâmica e pintados à mão, peças de algas marinhas, escamas de camurupim, quenga de coco, entre outros artigos cujas produções são tradicionais em cada cidade. Com esse material produzem artigos de decoração como lustres e esculturas, objetos de uso doméstico, como  toalhas e caminhos de mesa, porta guardanapos, peças roupas, bijuterias, entre outros artigos.

Estudantes da UVA no Programa Ciência sem Fronteiras

Reunião na Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação. Foto - Fátima Moura

Com objetivo de definir diretrizes e organizar a participação de sete alunos do curso de Engenharia Civil no Programa Ciência sem Fronteiras (CsF), a Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (PRPPG) da Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA) realizou reunião na manhã de quarta-feira, 28.  Estiveram presentes o reitor, professor Fabianno Cavalcante de Carvalho; a titular da PRPPG, professora Maria Somália Sales Viana, a pró-reitora adjunta, Regina Celi Fonseca Raick e cinco estudantes.

A professora Somália Viana disse que a partir de junho a UVA dará início ao envio destes alunos para Estados Unidos, Canadá, Itália e Irlanda, com aprovação no Programa Ciência sem Fronteiras, do Ministério da Educação em parceria com o Instituto de Educação Internacional (IIE). Na opinião do Reitor, é importante que os acadêmicos procurem experiências fora da universidade de origem, não só para divulgá-la, mas especialmente pelo enriquecimento de suas próprias experiências profissionais. “Se tivesse tido esta oportunidade, eu teria feito meu mestrado e doutorado fora do País,” destacou o professor Fabianno Cavalcante de Carvalho.

Na oportunidade, ele fez recomendações aos acadêmicos com relação ao alcance de um bom aproveitamento durante a estadia nas universidades no exterior. Classificou como imprescindível a postura comportamental, para representação da UVA da melhor maneira possível.

A professora Regina Raick ressaltou a importância de uma boa apresentação pessoal, posicionamentos pautados na discrição e exposição de fotos da cidade em que se insere a universidade, com destaque para os aspectos de identidade. Dentro da mesma proposta, a professora Somália Viana forneceu exemplares de prospectos, agendas e canetas com os símbolos da UVA.  Outros pontos considerados importantes foram tratados na reunião, como a questão da documentação, a busca de apoio junto aos consulados e a comunicação entre os alunos e a UVA.

Estudantes

Para o estudante do 9º período de Engenharia Civil, Lucas Nathan de Souza, que viajará para os Estados Unidos, “esta experiência vai muito além do conhecimento acadêmico e profissional; este aprendizado significa, sem dúvida, um grande crescimento pessoal”. O período de duração da bolsa será de um ano.

Compõem a lista de estudantes do curso de Engenharia Civil para o Programa Ciência sem Fronteira: Távio Fernandes da Costa Sousa, Francisco da Silva Brandão, André Luiz Santos Alves, Lucas Nathan de Souza, Rafael Pereira Maciel, Mariana Chaves Reis e Francisco David Meneses dos Santos.

Fonte: Assessoria de Comunicação e Marketing Institucional da UVA

Sobral participa da 12ª Semana Nacional de Museus

Exposição no Museu Dom José prossegue até 5 de junho. Foto - Divulgação

O Museu Dom José, pertencente à Diocese de Sobral e administrado pela Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA), participou da 12ª Semana de Museus, de 13 a 17 de maio, com programação que constou da Exposição Fotográfica Museus Criam Conexões: Tempos e Espaços Diversificados, visitas gratuitas e monitoradas, palestras e atividades culturais. “Atingindo um público de 600 pessoas no total, compartilhamos o entusiasmo que anima 1.337 museus e outras instituições culturais no Brasil com atividades museológicas e, de modo especial em Sobral, durante a Semana Nacional de Museus 2014”, disse a diretora, professora Giovana Saboya Mont`Alverne.

A Exposição Fotográfica Museus Criam Conexões: Tempos e Espaços Diversificados enfoca a multiplicidade das conexões simbólicas e tecnológicas do passado e do presente, destacadas na arquitetura sobralense, nos prédios demolidos antes do tombamento pelo Patrimônio Histórico Nacional (1999) e a sua utilização atual. A Exposição foi aberta no dia 13 de maio e prossegue até 5 de junho. A UVA foi representada pela vice-reitora, professora Izabelle Mont`Alverne Napoleão Albuquerque e a professora Germelina Parente.

A diretora do Museu Dom José, professora Giovana Saboya Mont`Alverne, destacou o grande número de visitantes de Sobral e outras cidades da região Norte. A Exposição foi visitada, durante a Semana de Museus, por estudantes de vários colégios e pessoas da comunidade local, com destaque para o Colégio Sobralense de Tempo Integral, Escola Padre Osvaldo Chaves, Escola Netinha Castelo, Centro de Educação Infantil (CEI) Maria José Carneiro, Escola Professor Arruda, Escola Lysia Pimentel Gomes e Escola Coração de Jesus. De Fortaleza, estiveram presentes alunos do Curso de Turismo do Instituto Federal do Ceará (IFCE).

Na 12ª Semana de Museus também foram realizadas duas palestras sobre a Coleção de Fósseis do Museu Dom José, ministradas pela professora Somália Viana, uma no próprio Museu e outra no Centro de Ciências Humanas (CCH), no campus Junco, da UVA. Na ocasião, foi apresentado o documentário sobre o Museu Dom José: Ações Educativas e Culturais, com palestra sobre a importância dos museus na contemporaneidade e as conexões que estabelecem entre passado e presente, pela professora Giovana Saboya Mont`Alverne, com um público de 120 alunos, professores Dênis Melo, Regina Raick, Osmar Fonteles, Chrislene Santos, Agenor Soares Junior e Josefa Nunes.

A programação teve, ainda, a participação do Grupo de Educadores Sociais Brinquedistas, da Prefeitura de Sobral, com atividades lúdicas e interativas para alunos da Escola Padre Osvaldo Chaves.  No encerramento, a Cia. Boneco de Pano, de Márcio Tibúrcio, fez apresentação de arte cênica com o tema ligado à museologia.

Para a professora Giovana Saboya Mont´Alverne, “o Museu Dom José promoveu, assim, a revitalização no campo museal cearense e a democratização das artes na comunidade regional em comemoração ao Dia Internacional de Museus, 18 de Maio”.

Exposição itinerante

A Exposição Fotográfica Museus Criam Conexões: Tempos e Espaços Diversificados será apresentada, durante os meses de junho e julho, na UVA, no SESC e na Casa da Cultura, tendo como objetivo reforçar a educação patrimonial e a valorização do patrimônio cultural de Sobral.

maio 2014
S T Q Q S S D
« abr   jun »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031