Archive for 24 de julho de 2015

Concertos de encerramento da 26ª Edição do Eurochestries

Concerto no Auditório da UF, campus Mucambinho. Fotos - Divulgação

Concerto no Auditório da UF, campus Mucambinho. Fotos – Divulgação

Iniciada no último dia 12, a XXVI edição do Festival Internacional Eurochestries concluiu sua programação de concertos orquestrais com duas apresentações da Orquestra Internacional do Festival, composta por músicos dos grupos que se apresentaram durante toda a programação do evento. A primeira delas foi realizada na noite da última terça-feira (21), na Praça da Igreja da Sé, e a segunda, que aconteceu na quarta-feira (22), no Auditório da Universidade Federal do Ceará (campus Mucambinho).

O prefeito Veveu Arruda que foi homenageado pelos músicos.

O prefeito Veveu Arruda que foi homenageado pelos músicos.

Presente nos dois espetáculos, o prefeito de Sobral, Veveu Arruda, destacou o impacto do Festival para a vida da população que acompanhou os concertos. “A realização do Eurochestries nos ajuda a fazer de Sobral uma cidade melhor, a fazer a vida das pessoas mais digna, mais harmoniosa. A música tem essa missão, tem essa possibilidade. Através da arte, há um processo de civilização, há um processo de ampliação do conhecimento e a música cumpre esse papel importante”, afirmou Veveu, que foi homenageado pelos músicos.

Além de encerrar o Festival, a apresentação realizada no Auditório da UFC também marcou o início da Conferência Internacional de Educação Musical de Sobral , que segue até o próximo sábado (25).

26ª Edição

O Festival, que este ano recebeu dois grupos internacionais vindos da Croácia e da Espanha, contou ainda com a participação de músicos da UFC (Campus Fortaleza e Sobral), da Universidade Federal do Cariri (UFCA) e da Escola de Música de Sobral Maestro José Wilson Brasil.

Inúmeros locais do Município como Igreja da Sé, North Shopping, Praça do Theatro São João, Santuário de São Francisco, Igreja Nossa Senhora de Fátima, Taperuaba, Aracatiaçu, Jordão e o Município de Meruoca, receberam a programação que teve a participação de convidados Internacionais  como Colette Babiaud (França/Espanha), Slaven Batorek (Croácia), James Sparks (Canadá), Claude Révolte (França).

Fonte: Blog de Sobral

Embrapa lança cartilhas sobre produção de caprinos e ovinos

As cartilhas são uma iniciativa do programa Rota do Cordeiro.Foto: Maíra Vergne

As cartilhas são uma iniciativa do programa Rota do Cordeiro.Foto: Maíra Vergne

A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) lançou um novo conjunto de cartilhas destinado a orientar aspectos considerados relevantes para a produção de caprinos e ovinos no Brasil. O material, disponível para acesso e download gratuito, traz recomendações sobre controle de verminose, forrageiras para alimentação dos rebanhos, compostagem de resíduos e terminação de cordeiros.

“Controle de verminose em caprinos e ovinos” é um guia prático que ajuda a identificar os principais sintomas de contaminação por parasitoses e a aplicar o controle integrado recomendado pela Embrapa.

A cartilha “Opções e estabelecimento de plantas forrageiras cultivadas para o semiárido brasileiro” aborda informações para formação de pasto e capineira, com recomendações para o preparo das áreas e plantio.

Um destino ambientalmente adequado para as carcaças de animais mortos e outros resíduos orgânicos da produção é o ponto central da cartilha “Compostagem de resíduos de produção e abate de pequenos ruminantes”.

Já “Produção de Ovinos de Corte: Terminação de Cordeiros no Semiárido” trata dos sistemas de terminação (engorda) em confinamento e em pastagem, com recomendações para o manejo dos animais voltados para produção de carne.

As cartilhas são uma iniciativa do programa Rota do Cordeiro, desenvolvido pela Embrapa em parceria com o Ministério da Integração Nacional, Codevasf e parceiros locais no semiárido brasileiro.

Para baixar as cartilhas:

“Controle de verminose em caprinos e ovinos” –http://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/126618/1/cnpc-2015-Controle-de-verminose.pdf
“Opções e estabelecimento de plantas forrageiras cultivadas para o semiárido brasileiro” –http://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/126225/1/cnpc-2015-Opcoes.pdf
“Compostagem de resíduos de produção e abate de pequenos ruminantes” –http://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/126226/1/CNPC-2015-Compostagem.pdf
“Produção de Ovinos de Corte: Terminação de Cordeiros no Semiárido” –http://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/126809/1/CNPC-2015-Producao.pdf

 Com informações de Adilson Nóbrega – Embrapa Caprinos e Ovinos Telefone: (88) 3112.7413

Alexandre Caldini lança A Morte na Visão do Espiritismo

Economista Alexandre Caldini, presidente da Editora Abril. Foto - Divulgação

Economista Alexandre Caldini, presidente da Editora Abril. Foto – Divulgação

O que acontece no momento da morte? Para onde vamos quando morremos? Existe reencarnação? Questões como estas encontram respostas no livro A Morte da Visão do Espiritismo (Editora Belaletra, 200p. R$ 30,00), de autoria do economista Alexandre Caldini, presidente da Editora Abril. Nessa sexta-feira (24), ele estará em Fortaleza para o lançar a obra e fazer palestra sobre o assunto tratado na publicação. O programa será a partir das 19h, na Livraria Cultura (Av. Virgilio Távora, 1010 – Meireles). O evento conta com o apoio da Associação Estação da Luz.

O autor apresenta o tema com uma linguagem leve e natural, por considerar que “morrer, assim como nascer, é apenas uma etapa da vida”. Em entrevista ao jornal Correio Braziliense, ano passado, ele contou que teve a ideia de escrever a obra depois que um jovem de 21 anos, filho de uma amiga, faleceu num acidente. A proposta era falar da morte para ajudar as pessoas a enfrentarem esse fato inevitável. Mas, não gostou da primeira versão e abandonou o projeto.

Em 2012, a esposa de um amigo faleceu, deixando uma filha de 14 anos, Maria. Comovido pelo sofrimento da menina, depois de uma longa conversa com ela, decidiu retomar o projeto do livro. Nas quase 200 páginas divididas em quatro capítulos, num total de 101 itens, o autor explica para Maria, como o Espiritismo compreende e explica a morte.

Embora apresente o tema da morte do ponto de vista da Doutrina codificada por Allan Kardec, o autor diz que o livro é para espíritas e sobretudo não espíritas. O conteúdo pretende ajudar tanto aquelas pessoas que passam pelo momento de perda física de um parente ou amigo como “para quem  está percebendo que brevemente vai morrer, e ainda mesmo para quem, estando (ou imaginando estar) longe do momento de sua morte, quer estar melhor preparado para ela”.

A renda da venda desta obra está doada ao Núcleo Espírita 22 de Setembro em Pinheiros, São Paulo. O Núcleo também mantém uma unidade no Município de Taboão da Serra onde atua na educação de crianças e na assistência à população de seu entorno.

Mais informações: Agência da Boa Notícia – (fone: 85 3224 5509)

Hospital tem Programa de Assistência Domiciliar Pediátrico

 Assistência domiciliar desponta como iniciativa em prol da desospitalização. Foto - Divulgação

Assistência domiciliar  é uma iniciativa em prol da desospitalização. Foto – Divulgação

Humanizar o atendimento médico e hospital é uma tendência irreversível, não apenas na área da saúde, mas em todos os segmentos da sociedade que envolvem prestação de serviços às pessoas. Nesse contexto, a assistência domiciliar desponta no cenário como uma iniciativa em prol da desospitalização, trazendo resultados positivos. Para gestores e técnicos da área de saúde, o ato de levar equipes multiprofissionais à casa das pessoas que necessitam de assistência, insumos e equipamentos, contribui significativamente para redução do risco de infecção hospitalar, além de promover um contato mais próximo com a família no aconchego do seu lar, fator relevante para recuperação do paciente que se sente “acolhido”. O Hospital Geral Dr. Waldemar Alcântara (HGWA), por exemplo, criou, em 2003, o Serviço de Assistência Domiciliar (SAD). Em julho de 2011, começou o Programa de Assistência Domiciliar Pediátrico (PAD PED).

Os principais objetivos do programa são realizar a desospitalização de pacientes crônicos ou sequelados, que necessitam do apoio da equipe multidisciplinar para poder retornar ao domicílio, prestar assistência domiciliar com segurança, qualidade e humanização, contribuir para a adaptação domiciliar e a integração no serviço de atenção básica de saúde, além de possibilitar o retorno das crianças altamente dependentes para o domicílio e a convivência com a família.

Segundo a diretora do SAD, Úrsula Wille, “desde o início do programa em julho de 2011, até junho deste ano, tivemos 33 pacientes atendidos. Como a maioria dos pacientes é dependente de ventilação mecânica, a rotatividade não é muito frequente”, justifica. A equipe multidisciplinar é formada por 11 profissionais de diversas áreas da saúde, dentre eles médico, enfermeiro, fisioterapeuta, assistente social, nutricionista, farmacêutico, fonoaudiólogo, terapeuta ocupacional, psicólogo, cirurgião-dentista e cirurgião pediátrico.

Com informações do HGWA

julho 2015
S T Q Q S S D
« jun   ago »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031