Archive for 15 de Fevereiro de 2016

O cuidado com a casa comum – Artigo do Prof. Teodoro

Opinião/Professor Teodoro – Deputado estadual

 

Deputado Professor TEodo (PSD). Foto - Arquivo

Deputado Professor Teodoro Soares (PSD). Foto – Arquivo

A Campanha da Fraternidade 2016, este ano sob a responsabilidade do Conic (Conselho Nacional das Igrejas Cristãs), traz reflexão sobre um tema crucial na sociedade brasileira e está alinhada com a primeira encíclica do papa Francisco, Laudato si, voltada para o meio ambiente. O Tema da CF – Casa comum, nossa responsabilidade – é muito semelhante ao subtítulo da encíclica franciscana: “Sobre o Cuidado da Casa Comum”.

A encíclica é franciscana em dois sentidos. É de autoria do papa Francisco, e se inspira no santo de Assis. As palavras que titulam a encíclica foram extraídas do Cântico das Criaturas, de Francisco de Assis, que louva a criação de Deus.

Criada pela CNBB, é a quarta vez que a Campanha se faz de forma ecumênica, envolvendo várias denominações cristãs. A Campanha da Fraternidade Ecumênica vem sendo realizado a cada cinco anos, desde 2000, quando tratou de “Dignidade humana e paz”.

Este ano se aproxima de um problema que atinge mais da metade da população brasileira, infringindo de forma mais cruel os mais pobres entre os pobres: a falta de saneamento básico, seja nas metrópoles ou em zonas rurais. A precariedade sanitária propicia a proliferação de múltiplas doenças, como as transmitidas pelo mosquito que agora nos atribulam.

Em mensagem à CNBB, o papa Francisco escreveu que o “objetivo principal deste ano é o de contribuir para que seja assegurado a todos o direito essencial ao saneamento básico. Para tanto, apela a todas as pessoas, convidando-as a se empenharem com políticas públicas e atitudes responsáveis que garantam a integridade e o futuro de nossa Casa Comum”.

Um dos itens que compõem o IDH (índice de desenvolvimento humano) é o saneamento básico, razão pela qual o Brasil ainda apresenta índices de países atrasados em relação à qualidade de vida. Há muitos brasileiros que não dispõem sequer de um banheiro para sua higiene pessoal. Os mananciais acabam se contaminando, e a água, fonte de vida, transforma-se em causadora de doenças. Geralmente em locais onde há pouco atendimento médico, dentro de um ciclo vicioso que aumenta a letalidade das doenças e faz o país ainda mais desigual.

É responsabilidade de todos nós cuidar da nossa casa, entendendo que nossa casa é também o planeta, que precisa de cuidados para que não haja deterioração nas condições climáticas nem no relacionamento do ser humano, muitas vezes tratado apenas como meio para obtenção de lucros. Essa é a principal preocupação tanto da Laudato si, de Francisco, quanto da Campanha da Fraternidade deste ano.

Muitos ainda se admiram quando vêem a Igreja tratar de temas tão terrenos em relação com sua transcendência espiritual e religiosa. Isso remonta à ancestralidade religiosa. A Bíblia, além da caminhada espiritual, também tratava de assuntos comezinhos, desde a higiene pessoal aos cuidados com a alimentação e a saúde. Também dá conta de outros assuntos, como revela o trecho inspirador da campanha: “Quero ver o direito brotar como fonte e correr a justiça qual riacho que não seca” (Am 5.24)

Cuidar da nossa casa é obrigação de todos – de nós e das autoridades.

Fevereiro 2016
S T Q Q S S D
« jan   mar »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
29