Archive for 16 de março de 2016

Ceará registra casos de microcefalia relacionadas ao zika

A microcefalia é uma condição rara em que o bebê nasce com um crânio de um tamanho menor do que o normal

O bebê nasce com um crânio de um tamanho menor do que o normal, Foto – Divulgação

Quinze bebês morreram no Ceará em decorrência de microcefalia no período de outubro de 2015 a 10 de março de 2016, de acordo com Boletim Epidemiológico divulgado nesta terça-feira (15), pela Secretaria de Saúde do Estado (Sesa).

As mortes ocorreram nos municípios de Canindé (2), Crateús (1), Fortaleza (3), Iguatu (1), Ipaumirim (1), Juazeiro do Norte (1), Maracanaú (1), Morrinhos (1), Piquet Carneiro (1), Russas (1), Tejuçuoca (1) e Tururu (1). A Secretaria também afirma que dos 48 casos confirmados da doença, em oito foi confirmada a relação com o vírus da zika, encontrado no tecido fetal.

De acordo com o boletim, no período foram notificados 395 casos de microcefalia no Estado. Do total de notificações, 48 casos foram confirmados, 83 foram descartados e 264 ainda estão em investigação. Do total de notificados, 328 casos foram detectados no pós-parto e 67 durante a gestação.

A microcefalia é uma condição rara em que o bebê nasce com um crânio de um tamanho menor do que o normal – com perímetro inferior ou igual a 33 centímetros. A condição normal é de que o crânio tenha um perímetro de pelo menos 34 centímetros. Essas medidas, no entanto, valem apenas para bebês nascidos após nove meses de gestação, e não são referência para prematuros.

Na maior parte dos casos, a microcefalia é causada por infecções adquiridas pelas gestantes, especialmente no primeiro trimestre de gravidez – que é quando o cérebro do bebê está sendo formado. De acordo com os especialistas, outros possíveis causadores da microcefalia são o consumo excessivo de álcool e drogas ao longo da gestação e o desenvolvimento de síndromes genéticas, como a síndrome de Down.

Novo estudo

Nos casos de infecção pelo vírus da zika no primeiro trimestre da gravidez, o risco da ocorrência de microcefalia é de aproximadamente 1%, segundo um novo estudo publicado nesta terça-feira (15) na revista médica “The Lancet”. A conclusão resultou da análise de dados do surto de zika que atingiu a Polinésia Francesa entre 2013 e 2014.

De acordo com os pesquisadores, o risco de microcefalia associada ao vírus da zika é menor do que o risco de malformações associadas a outras infecções. A infecção da grávida por citomegalovírus, por exemplo, resulta em 13% de risco de malformações no bebê. A síndrome da rubéola congênita afeta de 38% a 100% dos bebês cujas mães foram infectadas pelo vírus durante o primeiro trimestre da gravidez.

Fonte: G1 CE

Adiado prazo para cadastro biométrico de eleitores no Ceará

Eleitores fazem cadastramento biometrico,, Foto- Reprodução/TV Liberal

Eleitores fazem cadastramento biometrico. Foto- Reprodução/TV Liberal

O Tribunal Regional Eleitoral do Ceará prorrogou até o dia 31 de março o recadastramento biométrico de eleitores em 25 dos 46 municípios que realizam a revisão eleitoral.

A prorrogação do prazo ocorre nos municípios de Amontada, Aratuba, Barbalha, Baturité, Bela Cruz, Brejo Santo, Capistrano, Cariré, Farias Brito, Frecheirinha, Granjeiro, Groaíras, Horizonte, Itaitinga, Itapiúna, Itarema, Maracanaú, Miraíma, Mulungu, Nova Olinda, Paraipaba, Porteiras, Santana do Cariri, Tianguá e Várzea Alegre.

O TRE-CE afirma que o adiamento nos 25 municípios citados foi necessário devido à “impossibilidade em atender percentual razoável do eleitorado”, considerando que ainda havia muitos eleitores a serem cadastrados em pouco prazo, previsto inicialmente para acabar nesta sexta (18).

O TRE-CE ressalta ainda que o prazo final do recadastramento biométrico obrigatório de eleitores nos 21 municípios restantes será mantido para sexta-feira, 18 de março. São eles: Altaneira, Banabuiú, Caridade, Caririaçu, Cariús, Crato, Irauçuba, Itapagé, Itapipoca, Jardim, Jati, Jucás, Marco, Meruoca, Missão Velha, Ocara, Paramoti, Penaforte, Quixeré, Tejuçuoca e Viçosa do Ceará. O atendimento acontece das 8h às 17h. O eleitor que não comparecer no prazo estabelecido terá o título cancelado.

Em Fortaleza, a biometria não é obrigatória, e o prazo para regularização do título só termina no dia 4 de maio, data do fechamento do Cadastro Eleitoral, em todo o país, como determina o Calendário Eleitoral do TSE.

Fonte: G1 CE

março 2016
S T Q Q S S D
« fev   abr »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031