Archive for 6 de julho de 2016

Ciclo de Debates de Direito e Processo Eleitoral em Sobral

Evento ocorreu no auditório da Faculdade Luciano Feijão, em Sobral. Foto-Joaquim Albuquerque/MPCE

Evento ocorreu na Faculdade Luciano Feijão, em Sobral. Foto – Joaquim Albuquerque

A Escola Superior do Ministério Público do Estado do Ceará (ESMP) promoveu, no dia 1 de julho, mais uma edição do Ciclo de Debates sobre Direito e Processo Eleitoral. Desta vez, o encontro foi voltado para os membros (procuradores e promotores de Justiça), servidores e estagiários do Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) da região Norte, e foi realizado no auditório da Faculdade Luciano Feijão, em Sobral.

Os participantes assistiram a palestras do coordenador do Centro de Apoio Operacional Eleitoral (CAOPEL), promotor de Justiça Emmanuel Girão, dos promotores de Justiça da Comarca de Massapê, André Luís Tabosa de Oliveira, e da Comarca de Mucambo, Francisco Handerson Miranda Gomes, e do secretário de Controle Interno do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE), Rodrigo Ribeiro Cavalcante.

Eles abordaram, respectivamente, os seguintes temas: “Registro de Candidatura, AIRC e Inelegibilidades”, “Ações Eleitorais: AIJE, AIME, RCED e Representações”, “As novas disposições sobre a Propaganda Eleitoral” e “Arrecadação, Gastos e Prestação de Contas de Campanha Eleitoral”.

Fonte: Assessoria de Imprensa do MPCE

Sobral recebe Sonora Brasil com “Violas caipiras”

Apresentação em Sobral será no dia

Apresentação em Sobral será no dia 10 de julho. Foto-Divulgação

Em julho, os músicos Paulo Freire e Levi Ramiro vêm ao Ceará com a apresentação “Violas caipiras”, como parte da segunda etapa do Circuito 2016 do projeto Sonora Brasil, do Sesc* e que tem como tema “Violas Brasileiras”. Os paulistas se apresentam nos dias 9, 10, 12, 13 e 14 nas Unidades Sesc de Fortaleza, Sobral, Iguatu, Crato e Juazeiro do Norte, respectivamente. A entrada é gratuita.

Freire e Ramiro mostram, nesta temporada, duas das principais vertentes da viola no Sudeste do Brasil: a caipira, relacionada às práticas mais tradicionais do meio rural, e a sertaneja, associada ao repertório desenvolvido em meio urbano. Exemplos mais remotos, como o de Mestre Manelim, até nomes consagrados, como Tonico e Tinoco e Tião Carreiro, estão no repertório dos músicos.

Além de violeiros, os paulistas possuem grande conhecimento sobre o instrumento de dez cordas. Freire conviveu com Mestre Manelim no sertão de Urucuia (MG), onde teve contato com o universo da viola e com causos autênticos das tradições do meio rural. Ramiro, instrumentista respeitado pela sua técnica, é também construtor de viola de cabaça – instrumento apresentado na circulação.

 Sobre o Sonora Brasil

Idealizado pelo Departamento Nacional do Sesc, o projeto “Sonora Brasil – Formação de Ouvintes Musicais” desenvolve programações identificadas com o desenvolvimento histórico da música no Brasil. A iniciativa se consolida como o maior projeto de circulação musical do País, difundindo o trabalho de artistas que se dedicam à construção de uma obra de fundamentação artística não-comercial.

O principal objetivo do projeto é despertar no público um olhar crítico sobre a produção e os mecanismos de difusão da música. Dessa maneira, o Sonora Brasil incentiva novas práticas e hábitos de apreciação musical, promovendo apresentações de caráter essencialmente acústico, valorizando a pureza do som e a qualidade das obras e de seus intérpretes.

Programação Sobral

Local: Unidade Sobral do Sesc (Boulevard João Barbosa, 902)

Data: 10/7. Horário: 20h. Informações: (88) 3611.0954

 

Tags