Archive for 20 de outubro de 2016

V Bienal Internacional de Dança do Ceará De Par Em Par

Antonio Nobrega. Foto-Marcelo macaue

Pernambucano Antonio Nobrega estará em Fortaleza. Foto-Marcelo Macaue

 O diálogo com outras linguagens artísticas, a intensificação das atividades formativas, os intercâmbios artísticos, além de apresentações de obras cênicas em formatos e espaços alternativos. Estas são as ações que fazem o diferencial da Bienal Internacional de Dança do Ceará / De Par Em Par, evento concebido em 2008 como desdobramento das bienais dos anos ímpares.

bailarina e coreógrafa cearense Silvia Moura.Fotos-Divulgação

Bailarina e coreógrafa cearense Silvia Moura estará em Sobral.Foto-Divulgação

 De 21 a 30 de outubro, a V Bienal De Par Em Par traz ao Ceará artistas do Brasil, Canadá, França e Suíça para a programação que acontecerá em Fortaleza e se estenderá às cidades de Sobral, Juazeiro do Norte, Paracuru, Itapipoca e Trairi. A Bienal De Par Em Par tem acesso gratuito a toda a programação.

 No dia 21, a programação artística da Bienal De Par Em Par é aberta simultaneamente em Fortaleza e Sobral. O pernambucano Antônio Nóbrega, estará no dia 21, às 21 h no Cineteatro São Luiz, em Fortaleza, para apresentar Com Passo Sincopado, onde expõe seu pensamento sobre uma dança brasileira contemporânea sistematizada a partir do encontro de matrizes corporais populares. Em Sobral, também às 21 h, a bailarina e coreógrafa cearense Silvia Moura sobe ao palco do Theatro São João com Instalaformance III – Tangendo Sonhos.

Sobral – Cidade das Artes

 Esta edição é comemorativa em Sobral, que festeja 20 anos da presença da Bienal de Dança na cidade e acontece este ano integrada ao projeto Sobral Cidade das Artes. Serão seis dias de programação. De 21 a 23 e de 28 a 30, ocupando, nos três primeiros dias, o Theatro São João e, nos três últimos, a ECOA, marcando a reabertura do teatro.

 Polos no interior

 Juazeiro do Norte, Paracuru, Itapipoca e Trairi, quatro importantes polos da dança no Ceará, também recebem programação artística da Bienal De Par Em Par. Em Juazeiro do Norte a abertura será no dia 27 com Gaudério, trabalho do bailarino gaúcho Matheus Brusa, que tem se destacado com premiações no Festival de Joinville. No dia 28 ele abre com este espetáculo a programação em Paracuru, onde além do espetáculo ministra a oficina “Gaudério, uma atualização e ressignificação da dança folclórica gaúcha, Clula”.

No dia 28 a programação começa também em Itapipoca, exibindo o vídeo-dança Sertanias do Gesto, da Cia Balé Baião e Advento Audiovisual, e a Cia de Dança Ciclos, com Desaparecidos. Em Trairi quem abre a Bienal no dia 28 é a Arreios Cia de Dança Contemporânea apresentando Encarnado e Esculpido. Serão três dias de programação em Itapipoca e dois dias em Juazeiro do Norte, Paracuru e Trairi.

outubro 2016
S T Q Q S S D
« set   nov »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31