Archive for 10 de julho de 2017

Três concursos serão realizados até o fim de 2017 no Ceará

Concursos do Detran e Sejus já têm número de vagas definido (Foto: Divulgação)

Concursos do Detran e Sejus já têm número de vagas definido.Foto- Divulgação

Três concursos públicos devem ocorrer no Ceará até o fim de 2017. Dois deles, anunciados pelo governador Camilo Santana, vão oferecer pelo menos 1.300 vagas para o Departamento de Trânsito do Ceará (Detran-CE) e Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus), para o cargo de agente penitenciário. O terceiro concurso previsto é para o Tribunal Regional do Trabalho no Ceará (TRT-CE). Neste último, o número de vagas ainda não foi definido.

No concurso do Detran serão oferecidas 300 vagas, segundo informou Camilo Santana. Detalhes como salário, banca organizadora e data de realização da prova ainda não foram divulgados. O último concurso do Detran Ceará foi realizado no ano de 2006. Na época, foram 200 vagas distribuídas entre as funções de agente de trânsito (130) e fiscal de transportes (70).

Para o cargo de agente penitenciário serão abertas 1.000 vagas, sendo 805 novas vagas e 195 vagas já criadas anteriormente. Das vagas abertas, 150 serão destinadas às mulheres. A lei que autoriza a realização do concurso foi aprovada em 29 de junho. Os cargos de agente penitenciário serão integrantes da carreira de segurança penitenciária, com lotação na Secretaria da Justiça e Cidadania.

Já o TRT-CE vai realizar concurso público para o provimento de cargos no quadro efetivo de cargos. O concurso será feito com o objetivo de preencher as vagas já existentes e dos cargos que surgirem até a data de publicação do edital, além das que vagarem ou forem criadas após essa data. Também será feito cadastro de reserva. O último concurso público para servidores da Justiça do Trabalho do Ceará foi realizado em 2009 e expirou em 2013.

Fonte:G1 CE

Receita abre consulta ao 2º lote do Imposto de Renda 2017

Valores das restituições são corrigidos pela variação da Selic.Foto- bdbr

O pagamento será depositado na segunda-feira, dia 17 de julho. Foto- bdbr

A Receita Federal liberou a partir das 9h desta segunda-feira (10) as consultas ao segundo lote do Imposto de Renda de Pessoas Físicas de 2017. Este lote também inclui restituições residuais de 2008 a 2016, informou o órgão.

A Receita Federal lembrou que há o aplicativo para tablets e smartphones que facilita consulta às declarações do IRPF e situação cadastral no CPF, diretamente nas bases de dados da Receita Federal.

As consultas podem ser feitas pelo site:

Pagamento

O pagamento será depositado na conta dos contribuintes na próxima segunda-feira (17). Ao todo, serão pagos R$ 2,99 bilhões para 1.495.931 contribuintes.

“Desse total, R$ 1,48 bilhão referem-se ao quantitativo de contribuintes de que trata o Art. 69-A da Lei nº 9.784/99, sendo 664.547 contribuintes idosos e 55.259 contribuintes com alguma deficiência física ou mental ou moléstia grave”, informou o órgão.

Somente o segundo lote do Imposto de Renda de 2017, por sua vez, pagará R$ 2,53 bilhões para 1,34 milhão de contribuintes. Os valores serão corrigidos em 2,74%, correspondentes à variação da taxa básica de juros de maio a julho de 2017.

Malha fina

No fim do ano passado, a Receita Federal informou que 771 mil declarações estavam retidas na malha fina do IR de 2016 devido a inconsistências nas informações prestadas.

Nos últimos anos, a omissão de rendimentos foi o principal motivo para cair na malha fina, seguido por inconsistências na declaração de despesas médicas.

Para saber se está na malha fina, os contribuintes podem acessar o “extrato” do Imposto de Renda no site da Receita Federal no chamado e-CAC (Centro Virtual de Atendimento).

Para acessar o extrato do IR é necessário utilizar o código de acesso gerado na própria página da Receita Federal, ou certificado digital emitido por autoridade habilitada.

Veja o passo a passo do extrato do IR

Após verificar quais inconsistências foram encontradas pela Receita Federal na declaração do Imposto de Renda, o contribuinte pode enviar uma declaração retificadora. Quando a situação for resolvida, o contribuinte sai da malha fina e, caso tenha direito, a restituição será incluída nos lotes residuais do Imposto de Renda.

Fonte: G1 CE

julho 2017
S T Q Q S S D
« jun   ago »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31