Archive for 23 de agosto de 2018

TRE-CE aprova tropas federais para cinco municípios

Reforço policial em Fortaleza,Sobral(foto),Caucaia,Maracanaú e Juazeiro.Foto-Arquivo

O Tribunal Regional Eleitoral do Ceará decidiu na sessão desta quarta-feira, 22/8, pela necessidade do envio de tropas federais para reforçar a segurança dos eleitores de Fortaleza, Caucaia, Maracanau, Juazeiro do eNorte e Sobral, no dia da votação, 7 de outubro.

Em abril deste ano, o Tribunal Superior Eleitoral questionou todos os TREs sobre a necessidade do envio de forças federais. A presidente do TRE-CE, desembargadora Maria Nailde Pinheiro Nogueira, solicitou, naquela oportunidade, que a Comissão de Segurança Permanente do tribunal fizesse um levantamento com juízes eleitorais de todo o Estado. De posse dessa consulta, a comissão, presidida pelo juiz do Pleno Eduardo Scorsafava, indicou a indispensabilidade desse auxílio à segurança na eleição. Após, abriu-se vista ao procurador regional eleitoral, Anastácio Nóbrega Tahim, que apresentou manifestação favorável à demanda.

A presidente do TRE-CE explicou o trâmite a ser seguido: “Iremos apresentar toda esta argumentação ao governador do Estado, Camilo Santana, para que este nosso pedido seja encaminhado ao Tribunal Superior Eleitoral”. E concluiu: “Reconhecemos o esforço da Polícia Militar, da Polícia Civil, no entanto, temos que trabalhar com prevenção e buscar algo mais para somar às forças de segurança do nosso Estado. Tivemos um critério objetivo, escolhendo esses cinco municípios com mais de 100 mil eleitores, para que tivessem a presença das forças federais”.

Comemorado jubileu sacerdotal do Padre Assis Rocha

Missa na Igreja Matriz de Bela Cruz, terra natal do Padre Assis.Fotos-Divulgação

Monsenhor Assis Rocha celebrou o Jubileu de Ouro de Ordenação Sacerdotal no sábado, 4 de agosto, data em que a Igreja lembra a memória de São João Maria Vianney, pároco dos sacerdotes. “Hoje celebramos solenemente o dia do padre com o Jubileu de ouro Sacerdotal de Monsenhor Assis Rocha. São cinquenta anos de vida sacerdotal, de amor ao povo, de amor aos pobres”, ressaltou o bispo diocesano Dom José Luiz Gomes de Vasconcelos antes de ceder a presidência da celebração a Monsenhor Assis Rocha.

Monsenhor Assis Rocha, 50 anos de vida sacerdotal

Padre Assis passou a maior parte de sua vida sacerdotal a serviço da Diocese de Afogados da Ingazeira (PE) e desde 2002 atendeu ao chamado de retornar à Diocese de Sobral. A vocação de Padre Assis é incentivo para que outros também se abram à vocação sacerdotal. Pe. Ítalo Arcanjo, reitor do seminário filosófico São João Paulo II apresentou os seminaristas da Diocese de Sobral e disse que o jubileu na véspera da abertura do mês vocacional é “um dia significativo para pensarmos as vocações”.

A santa missa foi concelebrada por Monsenhor João Carlos Acioly Paz (Vigário Geral da Diocese de Afogados da Ingazeira), Pe. Antonio Orlando Bezerra (vigário da Paróquia de São Francisco em Afogados da Ingazeira – PE), Pe. Cláudio Nascimento (pároco de Bela Cruz – CE), Pe. Valdery da Rocha (pároco de Cruz), Pe. Tomé da Silva (administrador paroquial sede plena de Cruz), Pe. Francisco Júlio Nascimento (vigário da paróquia de Aranaú), Pe. Raimundo Nonato Timbó (pároco de Marco), Pe. Edmilson Eugênio (pároco de Acaraú), Pe Florêncio da Costa (pároco de Panacuí), Pe. Marcone Martins (pároco de Senador Sá), Pe. Rômulo Rocha (Morrinhos), Pe. Agnaldo Temóteo (pároco do Patrocínio), Pe. Lucione Queiroz (pároco da Catedral), Pe. Jesuíno (pároc de Pacujá), Pe. Fábio Mota (capelão da capela de Nossa Senhora das Graças), Pe João Batista Frota (idealizador do projeto Cabra Nossa), Pe. João Vasconcelos (pároco de Ipu), Pe. Zenóbio Gomes Silveira (diretor pedagógico do Museu Dom José), além de outros sacerdotes.

Durante a homilia, o Vigário Geral da Diocese de Afogados da Ingazeira, Monsenhor João Carlos Acioly Paz, ressaltou que o momento solene e festivo do jubileu de ouro do sacerdote apoiado pelos textos sagrados da liturgia do dia nos ajudam a refletir sobre a profecia de Monsenhor Assis Rocha. “Ser profeta é denunciar o pecado. Nós presbíteros somos marcados pela firmeza e pela ternura para que outros vejam que um homem tirado do meio do povo cheio de fragilidade, mas escolhido por Deus, é chamado a ser firme e fiel”, ressalta.

Monsenhor Acioly disse que Pe. Assis tem a marca da disponibilidade. “Uma qualidade de Assis é a disponibilidade. Tudo isso é motivo de ação de graças e de esperança e renovar amor a Deus e à Igreja de forma incansável. Continue servindo a igreja com alegria e ardor missionário que é função de todos nós”, emfatiza.

Fonte: Jornal Correio da Semana

agosto 2018
S T Q Q S S D
« jul   set »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031