Archive for 9 de novembro de 2018

Estudante de Sobral conquista primeiro lugar na etapa nacional do Prêmio MPT na Escola

Aluna Karizia Lima, da Escola Elpídio Ribeiro da Silva.Foto-Divulgação

A Rede de Ensino Municipal de Sobral continua sendo destaque nacional em educação. Desta vez, a estudante do 5° ano da Escola Elpídio Ribeiro da Silva, Karizia Lima, conquistou o primeiro lugar na etapa nacional do Prêmio MPT na Escola, na categoria conto. Estudantes de 386 municípios de 11 estados e do Distrito Federal concorreram ao prêmio, que será entregue pelo Ministério Público do Trabalho (MPT) no dia 28 de novembro, em Brasília.

O conto vencedor, intitulado “Os monstros de Luna”, aborda o trabalho infantil e identifica, a partir dos dias da semana, os vilões que obrigam uma criança a abrir mão da sua infância para manter uma jornada de trabalho ininterrupta. Além da categoria conto, a competição reúne também trabalhos nas áreas de desenho, poesia, curta-metragem, esquete teatral e música.

O conto de Karizia foi classificado para a etapa nacional, após obter a primeira colocação na etapa estadual do Prêmio Peteca – Programa de Educação contra a Exploração do Trabalho de Crianças e Adolescentes. O Peteca é desenvolvido pelo Ministério Público do Trabalho no Ceará, com o objetivo de promover ações de conscientização e sensibilização da comunidade escolar e da sociedade em geral sobre os direitos da criança e do adolescente, com foco na erradicação do trabalho infantil e na proteção ao trabalhador adolescente.

Com informações – Coordenadoria de Comunicação e Tecnologia da Informação/Secretaria da Educação

Mailson Furtado ganha o Prêmio Jabuti de livro do Ano

Poeta cearense Mailson Furtado Viana, na cerimônia de premiação. Foto-Alex Silva/Estadão

Poeta independente, Mailson Furtado Viana foi o vencedor do Livro do Ano do Jabuti; Carol Bensimon e Marcelo D’Salete também foram premiados.

Livro-poema à cidade tem influências de movimentos pós-modernos do século XX

O Livro do Ano do Prêmio Jabuti 2018: um livro de poesia publicado de maneira independente no interior do Ceará. à cidade, de Mailson Furtado Viana, saiu como o grande vencedor da noite desta quinta-feira, 8, quando a Câmara Brasileira do Livro revelou os premiados do ano.

“Esse livro foi todo feito à mão, inclusive o desenho da capa é meu”, disse o autor, emocionado, no palco. “Estou ainda mais feliz porque é uma obra que narra sobre o meu lugar. Uma cidade (Varjota) que nasceu há menos de 50 anos e nunca entrou em nenhum registro bibliográfico.”

O autor disse esperar que o prêmio abra portas e que o mercado olhe com mais atenção a publicação independente. “Sou de um estado em que todos os meus amigos pagam para se publicar. É a primeira vez que venho ao Sul, não conheço o mercado daqui. Há muitos autores que escrevem com grande qualidade e não publicam mais porque não têm espaço e precisam se bancar. Esse prêmio é nosso.”

Entre os vencedores do ano nas categorias de literatura, estão Carol Bensimon, com o romance Clube dos Jardineiros de Fumaça (da Companhia das Letras); Maria Fernanda Elias, com o livro de contos Enfim, Imperatriz (da Editora Patuá); Luiz Eduardo Anelli e Rodolfo Nogueira, na categoria infantil e juvenil, com o livro Brasil dos Dinossauros (da editora Marte Cultura e Educação); e Marcelo D’Salete, com o álbum de quadrinhos Angola Janga, da editora Veneta – ele foi um dos mais aplaudidos da noite.

O Jabuti deste ano teve 18 categorias (eram 29 no ano passado) e premiou apenas o primeiro colocado de cada uma delas. O vencedor do Livro do Ano vai receber R$100 mil. Os ganhadores de cada categoria recebem agora R$ 5 mil (eram R$3,5 mil em 2017).

Duas novas categorias foram criadas: formação de novos leitores e impressão. O projeto Psicanálise e Literatura – Freud e Os Clássicos, de Ingrid Vorsatz, venceu na primeira. O projeto do livro Bruno Dunley, da editora APC, rendeu à Ipsis Gráfica e Editora a categoria impressão do Jabuti 2018.

O homenageado do ano foi o poeta Thiago de Mello, de 92 anos. Ele não pôde comparecer à premiação por não ter condições de encarar a viagem desde a Amazônia, mas seus filhos o representaram, bem como um depoimento em vídeo do escritor e de seus colegas, como o também amazonense Milton Hatoum. A família informou que o processo de tombamento das casas do poeta no Amazonas, as únicas assinadas por Lúcio Costa na região, está em Brasília “apenas aguardando assinatura”.

Com informações – Guilherme Sobota, O Estado de S. Paulo

08 Novembro 2018 | 20h40 – Atualizado 09 Novembro 2018 | 13h09

 

Escritora Ana Miranda é Doutora Honoris Causa da UFC

Escritora Ana Maria Miranda com o Reitor Henry Campos.Fotos-Divulgação

O patrimônio literário e histórico brasileiro foi enriquecido com novos capítulos de reconhecimento público ao ofício de narrar e criar universos possíveis com as palavras. Na noite dessa quinta-feira (8), em sessão solene do Conselho Universitário (CONSUNI) no auditório da Reitoria, Ana Maria Nóbrega Miranda se tornou Doutora Honoris Causa da Universidade Federal do Ceará.

Solenidade ocorreu na noite de 8 de novembro

Autora de mais de 30 livros, entre romances, biografias, coletâneas de poesia e literatura infantojuvenil, suas obras foram traduzidas para 20 idiomas, conquistando amplo público leitor no Brasil e no exterior.

Cerimônia no  Auditório da Reitoria da UFC, em Fortaleza

Nascida em Fortaleza, em 1951, Ana Miranda é a segunda mulher a receber a honraria acadêmica, ao lado da conterrânea e escritora imortal Rachel de Queiroz (1910-2003). A elas se somam grandes personalidades da ciência e das artes na constelação de Doutores Honoris Causa da UFC, como Gilberto Freyre, Albert Sabin, Patativa do Assaré, Jorge Amado, Ariano Suassuna, entre outros.

Saudação

“Cara amiga e imensa escritora, tão conhecida e amada em sua própria terra, hoje recebe um título de grande honra por seus feitos culturais, artísticos e, sobretudo, literários.” Foi assim que, no início da solenidade, Ana Miranda foi saudada por Angela Gutiérrez, docente do Departamento de Literatura da UFC e vice-presidente da Academia Cearense de Letras (ACL).

A Profª Angela apresentou um panorama geral da produção literária da homenageada, cujo romance de estreia, Boca do inferno (1989), recebeu o Prêmio Jabuti de Literatura. No livro, a autora recria a época da Bahia seiscentista, num diálogo entre os escritores Gregório de Matos e Padre Antônio Vieira.

Agradecimento

Em seu discurso, Ana Miranda agradeceu as homenagens recebidas da UFC, em especial por parte do Centro de Humanidades e dos Departamentos de Literatura, de Letras Vernáculas e de Letras Estrangeiras. Para ela, era muito significativo e valioso receber o título de Doutora Honoris Causa em sua cidade natal, de uma Universidade com “tradição humanitária, progressista e de liberdade”.

“As palavras são uma monumental criação humana, de grande força poética, social, mágica. E é pela atividade de transformação da palavra em arte, sonho, memória, em força da expressão da mulher e de um povo, que estou aqui nesta noite. A arte, a literatura, a Universidade, a vida, enfim, há de nos conceder este encantamento perpétuo que nos leva adiante em nossas lutas cotidianas”, pontuou.

Conquistas

O reitor da UFC, Henry Campos, que presidiu a sessão solene da entrega do título, destacou os recentes avanços da Instituição, em áreas como a internacionalização, a inovação tecnológica e a expansão para o interior do Estado. Ao se dirigir à homenageada, o reitor ressaltou que espera, para os próximos anos, “na condição de universidade pública comprometida com a qualidade, galgar novos patamares de excelência e servir cada vez melhor aos cearenses”.

Henry Campos anunciou que, na última lista internacional publicada pelo Center for World University Rankings (CWUR), a UFC aparece no rol das mil melhores universidades do planeta. E, dentre as 20 instituições de ensino superior brasileiras, assume a liderança do Norte, Nordeste e Centro-Oeste do País.

“Este é o espaço que reservamos a Ana Miranda, e sabemos o quanto ela vem agregar com seu brilho natural, sua força como mulher, intelectual e cidadã do mundo. Ana reproduz o exemplo daqueles cearenses que se impuseram pelo talento”, afirmou o reitor.

Fontes: Coordenadoria de Comunicação Social e Marketing Institucional da UFC – fone: 85 3366 7331 / Cerimonial da UFC – fone: 85 3366 7313 (Portal da UFC)

novembro 2018
S T Q Q S S D
« out   dez »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930