Archive for 16 de novembro de 2018

Mães de prematuros participam de cuidado humanizado

Ação contemplou doze bebês no Hospital Regional Norte.Fotos-Divulgação

Pequenos e frágeis, os bebês prematuros são verdadeiros heróis na luta pela sobrevivência. Para celebrar o Dia da Prematuridade, lembrado em 17 de novembro, e ressaltar os cuidados especiais que os bebês necessitam, o serviço de Neonatologia do Hospital Regional Norte (HRN), em Sobral, unidade do Governo do Ceará, promoveu uma ação de humanização na manhã desta sexta-feira, 16.

GAs mães aprenderam técnicas de sling e receberam orientações

As mamães aprenderam técnicas de sling para facilitar o contato pele a pele e favorecer a celeridade da recuperação dos bebês e receberam orientações de como cuidar dos prematuros para favorecer seu desenvolvimento. Além disso, as mães dos prematuros foram presenteadas com diplomas que ressaltam que as crianças são verdadeiros super-heróis na luta pela sobrevivência. A ação contemplou 12 bebês.

“Os bebês não são crianças pequenas, são prematuros. O desafio é entender que eles têm uma curva específica de peso e altura, têm o sistema imunológico mais frágil e precisam de um cuidado adequado e envolvimento da família”, ressalta a coordenadora da Neonatologia do HRN, enfermeira Maria Cristiane Soares de Lemos. Ao receberem alta hospitalar, os bebês retornam para consultas de acompanhamento que começam semanais, depois quinzenais e mensais até que as crianças estejam bem recuperadas e as famílias adaptadas.

Humanização

Em cinco anos, mais de seis mil bebês foram atendidos na Neonatologia do HRN, que contempla a Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (UTIN), a Unidade de Cuidados Intermediários Convencional (UCINCo) e a Unidade de Cuidado Intermediário Neonatal Canguru (UCINCa). São 44 leitos, dos quais 10 na UTI Neonatal, 25 na UCI Neonatal e nove na Canguru. São atendidos pacientes de 55 municípios da Região Norte do estado do Ceará.

Com informações da Assessoria de Comunicação do Hospital Regional Norte (HRN)

 

Receita paga 6º lote de restituições do Imposto de Renda

A consulta pode ser feita pelo site da Receita Federal. Foto-Arquivo

A Secretaria da Receita Federal paga nesta sexta-feira (16) as restituições referentes ao 6º lote do Imposto de Renda de Pessoas Físicas de 2018. Este lote também inclui restituições residuais de 2008 a 2017. As consultas foram liberadas no último dia 9.

Ao todo, serão pagos R$ 1,9 bilhão a 1.142.680 contribuintes. Desse total, R$ 1,675 bilhão referem-se ao sexto lote do IR de 2018, que contemplará 991.153 contribuintes.

O valor das restituições é corrigido pela Selic (taxa básica de juros). A correção vai de 4,16% (correspondente a 2018) a 106,28% (correspondente a 2008)

CONSULTE O SITE DA RECEITA

Para saber se teve a declaração liberada, o contribuinte também pode ligar para o número 146.

Do valor total de restituições, a Receita Federal informou que R$ 206 milhões referem-se aos contribuintes idosos, com mais de 60 anos, ou com alguma deficiência física, mental ou moléstia grave, além daqueles cuja maior de renda seja o magistério.

A Receita Federal recebeu 29.269.987 declarações do Imposto de Renda dentro do prazo legal neste ano, número acima da expectativa inicial de receber 28,8 milhões de declarações em 2018.

Malha fina

 No mês passado, a Receita Federal informou que foram notificados, por meio de cartas, cerca de 383 mil contribuintes que caíram na malha fina, para cobrar débitos no valor de R$ 300 milhões.

Nos últimos anos, a omissão de rendimentos foi o principal motivo para cair na malha fina, seguido por inconsistências na declaração de despesas médicas.

Para saber se está na malha fina, os contribuintes podem acessar o “extrato” do Imposto de Renda no site da Receita Federal no chamado e-CAC (Centro Virtual de Atendimento).

Para acessar o extrato do IR é necessário utilizar o código de acesso gerado na própria página da Receita Federal, ou certificado digital emitido por autoridade habilitada.

Após verificar quais inconsistências foram encontradas pela Receita Federal na declaração do Imposto de Renda, o contribuinte pode enviar uma declaração retificadora. Quando a situação for resolvida, o contribuinte sai da malha fina e, caso tenha direito, a restituição será incluída nos lotes residuais do Imposto de Renda.

Fonte: G1

 

novembro 2018
S T Q Q S S D
« out   dez »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930