Archive for 20 de abril de 2019

Ceará tem abalo sísmico de magnitude3,3 na escala Richter

Abalo foi sentido em Boa Viagem, Quixeramobim e Madalena.Foto- Google Maps

Tremor de terra foi sentido nos municípios de Boa Viagem, Quixeramobim e Madalena. O abalo atingiu a magnitude 3,3 na Escala Richter, de acordo com o Laboratório de Sismologia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (LabSis/UFRN) e ocorreu por volta de 23h30min da última quinta-feira, 18. Não houve feridos ou grandes danos estruturais.

De acordo com o chefe do núcleo de Sismologia da Coordenadoria Estadual da Defesa Civil do Ceará, Francisco Brandão, os tremores ocorrem nos municípios há um mês. O primeiro foi registrado no dia 17 de março. Ele descreve o fenômeno como “atividade sísmica”, e diz que é comum no Ceará. O abalo sentido nessa quinta-feira teve a maior magnitude desta atividade na região.

Alguns moradores relatam terem ouvido um forte estrondo no momento do abalo. A moradora de Boa Viagem Tatiane Sousa lembra de ter visto as telhas da casa se movimentarem. “Durou pouco, mas ouvimos um estouro muito forte”, conta.

O fenômeno não tem tempo de duração previsto. Em 1989, uma outra atividade causou abalos sísmicos frequentes no município de Palhano durante o período de três anos, de acordo com Brandão. Caso semelhante ocorreu em 2008, na serra da Meruoca, que registrou tremores por quatro anos. Ao todo, 52 dos 184 municípios do Estado já registram abalos sísmicos.

Numa situação de tremor de terra, a Defesa Civil recomenda que a pessoa tente não agir em pânico. Se estiver dentro de casa, o ideal é que se retire de maneira ordenada, sem correria. Para pessoas que moram em locais com recorrência de tremores, o ideal é construir uma casa cujo espaçamento entre ripas seja igual ou inferior a 25 centímetros (cm), para que as telhas fiquem firmes.

Escala Ritcher

Desenvolvida em 1935 pelo sismólogo Charles Francis Richter, integrante do Instituto de Tecnologia da Califórnia, a escala Ritcher representa a energia sísmica liberada durante um terremoto. É uma escala que se inicia no grau zero e é infinita (teoricamente), no entanto, nunca foi registrado um terremoto igual ou superior a 10 graus na escala.

Um dos fatores é que ela se baseia num princípio logarítmico, ou seja, um terremoto de magnitude 6, por exemplo, produz efeitos dez vezes maiores que um outro de 5, e assim sucessivamente.

Gabrielle Zaranza

29º Cine Ceará tem inscrições abertas até 31 de maio

29º Festival Cine Ceará acontecerá o no Cineteatro São Luiz. Foto-Rogério Resende/Divulgação

Promovido pela Universidade Federal do Ceará, através da Casa Amarela Eusélio Oliveira, o Cine Ceará – Festival Ibero-Americano de Cinema recebe inscrições, até 31 de maio, para as Mostras Competitivas Ibero-Americana de Longa-Metragem e Brasileira de Curta-Metragem de sua 29ª edição, que acontece em setembro, em Fortaleza, com mostras competitivas, debates e exibições especiais. As inscrições são gratuitas e são feitas exclusivamente pelo site do festival.

Os curtas cearenses inscritos que não forem selecionados para a Competitiva Brasileira serão submetidos à comissão de seleção da Mostra Olhar do Ceará. Uma novidade é que a partir deste ano o festival reservará para mulheres diretoras no mínimo 30% do total de produções concorrentes nas três mostras juntas: Competitiva de Longa, Competitiva de Curta e Olhar do Ceará.

Com mostras competitivas e paralelas, exibições especiais, debates e oficinas, o 29º Cine Ceará reforça seu compromisso de levar ao público cearense uma parcela significativa da produção de cinema e vídeo ibero-americanos, proporcionando um rico intercâmbio entre cineastas e estudantes de diferentes culturas e promovendo a divulgação de novos talentos.

Quem pode participar

A Mostra Competitiva Ibero-Americana de Longa-Metragem é destinada a filmes de produtores ou diretores ibero-americanos (países da América Latina, Caribe, Portugal e Espanha) nos gêneros de animação, ficção, documentário e experimental, concluídos a partir de 2018 e com duração mínima de 60 minutos.

Podem participar da seleção para a Mostra Competitiva Brasileira de Curta-Metragem produtores e diretores brasileiros ou radicados no País há mais de três anos, com filmes nos gêneros ficção, documentário, animação e experimental de até 25 minutos, concluídos a partir de janeiro de 2018, que não tenham participado do processo seletivo de outras edições do festival.

Para ambas as mostras, a prioridade na seleção será para obras inéditas e os filmes devem ter a classificação indicativa conforme estabelecido pelo Ministério da Justiça.

Prêmios

Os selecionados na Competitiva de Longa-Metragem concorrerão ao Troféu Mucuripe, que será concedido ao vencedor indicado pelo júri oficial nas categorias de Melhor Longa-Metragem, Direção, Fotografia, Montagem, Roteiro, Som, Trilha Sonora Original, Direção de Arte, Ator e Atriz. Na Competitiva de Curta-Metragem os selecionados vão disputar o Troféu Mucuripe nas categorias de Melhor Curta-Metragem, Direção, Roteiro e Produção Cearense.

Recebem ainda o Troféu Mucuripe o melhor longa-metragem e melhor curta das Competitivas Ibero-Americana e Brasileira eleitos pelo júri Abraccine (Prêmio da Crítica) e pelo júri Olhar Universitário. A Mostra Olhar do Ceará também vai premiar com o Troféu Mucuripe o melhor filme cearense.

Todos os detalhes sobre inscrições, processo seletivo e premiação das mostras competitivas, entre outras informações, podem ser consultados no regulamento disponível no site do festival.

O 29º Cine Ceará é uma promoção da UFC, através da Casa Amarela Eusélio Oliveira, com apoio do Governo do Estado do Ceará por meio da Secretaria da Cultura e do Ministério da Cidadania – Secretaria Especial da Cultura. A realização é da Associação Cultural Cine Ceará e da Bucanero Filmes e conta com patrocínio de empresas públicas e privadas, por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura (SIEC) e da Lei Federal de Incentivo à Cultura (Lei Rouanet).

Outras informações podem ser obtidas com a produção do festival pelo e-mail contatos@cineceara.com ou pelos telefones (85) 3055 3465 e 3261 0646.

Fonte: Dégagé Assessoria de Imprensa – fones: (85) 3252 5401, 99989 5876 e 99989 391

Chorinho,forró e baião em Barbalha, Sobral e Crato

Joquinha Gonzaga iniciou sua trajetória em 1975. Foto-Divulgação

O projeto Sesc Sonoridades apresenta, em abril, programação musical diversificada para o público do Cariri. A programação começa com o show de Joquinha Gonzaga, sobrinho do Rei do Baião, no dia 21, no Arajara Park, em Barbalha. Em Sobral, dia 25, Samuel Rocha se apresenta em show alusivo ao Mês do Chorinho. No Crato, no dia 29, é a vez da banda Na base da Chinela, com um repertório que atualiza e valoriza a música regional nordestina.

O objetivo do Sesc Sonoridades é proporcionar espaço para desenvolvimento e intercâmbio entre grupos musicais do Ceará, contribuindo para fortalecimento da cena musical autoral e experimental por meio de apresentações sistemáticas ou mostras, explica o gerente de cultura do Sesc Ceará, Chagas Sales.  Ele destaca que o projeto prima pela diversidade de estilos e gêneros, contemplando a riqueza da produção musical brasileira.

Joquinha Gonzaga iniciou sua trajetória em 1975, acompanhando seu tio como sanfoneiro e segue nos palcos até hoje, na defesa e pela valorização da cultura e da música nordestina, assim como Gonzagão. O show acontece no domingo (21), no Arajara Park, no Juazeiro do Norte, a partir das 15h30. Os ingressos estão à venda no local e os portadores do Cartão Sesc ou do Cartão do Empresário têm 30% de desconto em dias de atividades do Sesc e 10% em dias de funcionamento normal.

Para celebrar um dos ritmos mais brasileiros, o show Bordando o Sete, de Samuel Rocha, em alusão ao Mês do Chorinho, acontece em Sobral, dia 25. Samuel Rocha tem se destacado na cena musical cearense pela sua dedicação ao violão de sete cordas e por suas composições, inspiradas pelos ritmos regionais e pelo choro.

Já no dia 29, o Sesc Cordel e o Sesc Sonoridades se unem para o lançamento do cordel “Consciência Negra” do poeta Zé Govim, na feira livre do Crato, a partir das 8h30, com a apresentação musical do grupo Na Base da Chinela. O grupo apresenta repertório inspirado nos ritmos tradicionais do Nordeste – como xote, baião, coco e xaxado – executado por jovens músicos na sanfona, zabumba, triângulo e violão.

abril 2019
S T Q Q S S D
« mar   maio »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930