Debate sobre Belchior marca o evento Diálogos com Arte

Antônio Carlos Gomes Belchior Fontenelle Fernandes, cantor e compositor.Foto-Arquivo

A Casa da Cultura de Sobral, recebeu, nesta quinta-feira (16/05), a 12ª edição do Diálogos com Arte. O evento aconteceu na Varanda da Casa e trouxe o Clube do Vinil, apresentando e debatendo o disco “Alucinação” de Belchior, juntamente de discotecagem e roda de conversa com os músicos e educadores Raywillys Sousa, Vladimir Gonçalves, Robson Lima e Luis Carlos.

Evento aconteceu na Varanda da Casa e trouxe o Clube do Vinil.Foto-Divulgação

Alucinação

Alucinação é o segundo álbum de estúdio do cantor e compositor Belchior, lançado em 1976. Conta com sucessos que consagraram o artista, como  “Apenas um Rapaz Latino-Americano”, “Como Nossos Pais” e “Velha Roupa Colorida”. Graças a esses hits, o álbum vendeu 30 mil cópias em apenas um mês. No total, o álbum vendeu mais de 500 mil cópias, consagrando-o como um ídolo de massa

Em 1977, em entrevista à revista “Pop”, Belchior explicou o título “Alucinação”, dado ao disco: “Viver é mais importante que pensar sobre a vida. É uma forma de delírio absoluto, entende?

Belchior nasceu em Sobral, no Ceará, no dia 26 de outubro de 1946. Faleceu na cidade de Santa Cruz do Sul, no Rio Grande do Sul, em 30 de abril de 2017. Foi Eum dos primeiros cantores de MPB a fazer sucesso internacional, em meados da década de 1970.

 

Leave a Reply

maio 2019
S T Q Q S S D
« abr   jun »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031