Archive for 1 de junho de 2020

Escultura desaparece após reforma em agência bancária

“Mulher Rendeira”,de Corbiniano Lins,no Banco do Brasil,em Fortaleza. Foto-Reprodução

Uma intervenção durante a reforma do prédio de uma instituição financeira no Centro de Fortaleza gerou reclamações nas redes sociais após o sumiço de uma escultura intitulada “Mulher Rendeira”, do artista pernambucano Corbiniano Lins, que também é autor da estátua de Martim Soares Moreno e Iracema, no Mucuripe. Segundo a denúncia de um artista cearense, a obra foi destruída.

A escultura ficava localizada na parte externa do Banco do Brasil, no cruzamento da Rua Barão do Rio Branco com a Avenida Duque de Caxias, era protegida por grades, e podia ser observada por quem passava. Porém, na última sexta-feira (29), a estátua não estava mais no local.

Procurado, o Banco do Brasil esclareceu que durante uma obra de reparação em sua agência Praça do Carmo, em Fortaleza, a escultura Mulher Rendeira, do artista Corbiniano Lins, foi indevidamente danificada e removida do local. A retirada da escultura é resultado de erro de execução no projeto de engenharia, que previa a remoção da escultura durante as obras exatamente para protegê-la, com sua posterior reinstalação.

O Banco do Brasil lamentou profundamente o erro de execução da empresa contratada para a realização da reforma e irá adotar ações que levem à restauração da escultura e sua reinstalação no local.

O cantor, compositor e produtor musical Calé Alencar relatou o caso através de uma publicação em uma rede social e o caso repercutiu entre os internautas.

De acordo com a postagem feita por Calé, parte da obra foi destruída a marretadas pelos operários que estavam trabalhando no local, em seguida alguém que estava passando interveio e recolheu os pedaços da estátua.

“Alertada por alguém que passou no local, uma pessoa foi até lá com uma Kombi e recolheu as partes do monumento, declarando aos operários o intuito de restaurá-lo. Menos mal”, escreveu em um trecho do post.

Conforme a Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza (Secultfor), a escultura “Mulher Rendeira”, do pernambucano Corbiniano Lins, não é propriedade do poder público municipal e se encontra em espaço privado.

Esclarecimentos

Ainda segundo a Secult, por ser uma arte de interesse histórico e cultural da Cidade, o órgão encaminhará um ofício para o Banco do Brasil, na segunda-feira (1°), solicitando esclarecimentos sobre o destino da estátua. No mesmo dia, será encaminhado um ofício para a Agência de Fiscalização de Fortaleza (Agefis), órgão responsável pela fiscalização do Patrimônio Histórico-Cultural de Fortaleza, para que sejam tomadas as devidas averiguações e providências.

Por G1 CE – 31/05/2020 11h54 

Fotógrafas no projeto “Mulheres Cuidando de Mulheres”

A ideia do projeto é beneficiar chefes de famílias afetadas pela pandemia do coronavírus. Foto-Elaina Forte

“Mulheres Cuidando de Mulheres” é o nome do projeto cearense que reúne 60 fotógrafas e artistas visuais do estado, com o objetivo de auxiliar chefes de família afetadas pela pandemia do novo coronavírus em dois bairros periféricos de Fortaleza: Bom Jardim e Pirambu. As profissionais integram o grupo “Sol para Mulheres”, da Imagem Brasil Galeria, e disponibilizaram obras cujos valores obtidos com a venda serão revertidos em compra de cestas básicas e materiais de higiene pessoal para doação a 60 famílias.

“Algumas das fotos foram produzidas durante os desafios da pandemia. São imagens recentes e essa forma de expressão de cada uma é também um meio que nós estamos utilizando para que elas se coloquem diante do público”, revela a idealizadora do coletivo, Patrícia Veloso.

A fotógrafa Sabrina Moura está com duas obras disponíveis no projeto. Ambas foram feitas durante a quarentena, num desafio proposto também pelo grupo nas redes sociais (@solparamulheres). “Essas imagens são especiais porque reafirmam a dimensão estética, elas são íntimas, são sensoriais, são a minha forma sensível de enfrentamento”, revela.

Os 60 trabalhos estão sendo oferecidos pelo valor de R$140 cada. Desta quantia, R$ 40 serão direcionados para cobrir custos de impressão e entregas (em Fortaleza). As fotos serão impressas em papel fine art, tamanho 26 x 36 cm, permanecendo disponíveis para aquisição até o dia 30 de junho. Logo após, as imagens serão produzidas e entregues de maneira segura pela Imagem Brasil Fine Art, durante o mês de julho. O envio será feito sem custo em Fortaleza e com valores a combinar para outras cidades.

Parceria

Para desenvolver esta iniciativa de solidariedade, as envolvidas contaram com a mediação de dois programas sociais atuantes nos bairros escolhidos para receber as doações: “Casa do Saber”, ação do Movimento Emaús Amor e Justiça, no Bairro Pirambu; e Conselho Comunitário dos Moradores do Parque Santa Cecília (CCMPSC), no Bom Jardim, que desenvolve vários projetos como o Circo Escola, atendendo mais de 200 crianças entre 6 e 17 anos em situação de vulnerabilidade social.

As entidades parceiras já mapearam as famílias a serem beneficiadas e também ficarão responsáveis por entregar as cestas básicas adquiridas com o recurso dessa mobilização, em julho. Vale reforçar que a campanha, além de um convite a contribuir com as pessoas afetadas pela crise, é também uma oportunidade de aproximar-se da linguagem fotográfica, iniciando uma coleção pessoal ou ampliando uma já existente.

Serviço

  • Projeto Mulheres Cuidando de Mulheres
  • Obras vendidas a R$ 140 para ajudar famílias do Bom Jardim e do Pirambu, em Fortaleza
  • Mais informações: https://www.mulherescuidandodemulheres.com.br/

Por Roberta Souza, G1 CE – 01/06/2020 07h00 


junho 2020
S T Q Q S S D
« maio   jul »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930