Acervo do radialista José Maria Soares no Museu Dom José

Professora Maria Hilce Girão Capote, vice-diretora do MDJ, mostra acervo da Sala José Maria Soares. Foto - Divulgação

Com o maior tombo artístico e histórico do Ceará, o Museu Dom José (MDJ) é considerado o quinto do Brasil em arte sacra e arte decorativa. Possui um acervo de mais de 36 mil peças entre objetos, imagens, documentação textual e bibliográfica. Como centro de pesquisa, documentação e atuação educativa, inserindo-se no grupo dos museus modernos, o MDJ conta com a Ala da Comunicação – Sala José Maria Soares e Sala da Imprensa…

            Este espaço foi inaugurado em 24 de novembro de 2005, com a aquisição do acervo do radialista José Maria Soares  que consta de 8.030 unidades – fotos, fitas cassetes, fitas de vídeo, discos etc., doados por sua família, através da viúva Maria de Lourdes Coelho Soares.

Após sua morte, a família resolveu doar seu acervo à Associação Cearense de Emissoras de Rádio e Televisão (Acert), mas a diretora do Museu Dom José, Giovana Mont’Alverne, conseguiu que a obra ficasse em Sobral. Na época, o então reitor da UVA, José Teodoro Soares, viabilizou recursos para a reforma das salas, mobiliário, equipamentos, climatização e banners.

A vice-diretora do MDJ, professora Maria Hilce Girão Capote, destaca que a Sala José Maria Soares apresenta raridade como o primeiro microfone da Rádio Iracema, de 1952;  uma vitrola em bom estado de conservação e discos de Adelino Moreira, Francisco Alves, Lupicínio Rodrigues, Noel Rosa, Adoriran Barbosa, Ataulfo Alves e Vinicius de Moraes, dentre tantos outros de uma coleção de 352 LPs.

Nas fotografias estão registrados shows de artistas como Nelson Gonçalves e Ângela Maria; o desfile da Miss Brasil 1955, a sobralense Emilia Correia Lima; as visitas dos presidentes da República Castelo Branco e Juscelino Kubitschek; o Congresso das Vocações Sacerdotais, em 1955, com o bispo dom José Tupinambá da Frota.

É importante enfatizar  a importância do acervo coletado pelo radialista José Maria Soares durante cinco décadas, com fotos, recortes de jornais, fitas de vídeo, fitas cassete, microfones, vitrolas, mini gravadores com fitas originais, livros, troféus e almanaques. Um registro, através de imagens, sons, documentos e jornais, da história sócio-cultural, política e religiosa de Sobral, com destaque para a Rádio Iracema, onde foi diretor por 28 anos…

Leave a Reply

dezembro 2019
S T Q Q S S D
« nov    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031