Artigo: Conheci um santo

Profª. Maria Norma Maia Soares

Presidente do Movimento das Mulheres do Legislativo Cearense – MMLC

Neste conturbado século XXI que vivemos é difícil exercitarmos a recomendação bíblica de “sermos santos, como Vosso Pai é santo” tais são as responsabilidades assumidas e a correria diária para darmos conta dos compromissos. Por estes mesmos motivos, também poderíamos dizer que não temos tempo nem olhos para vermos santidade nos outros. O mundo, afinal, está cada vez mais alinhavado e superficial. Tudo é resolvido por email, twitter, facebook e outras invencionices da tecnologia que, se nos facilitam a vida encurtando distâncias e multiplicando o já tão escasso tempo, também resumem a linguagem utilizada, o pensamento e eliminam os contatos pessoais considerados tão importantes até bem pouco.

            A beatificação do papa João Paulo II me fez refletir sobre a recomendação bíblica e ver que ainda é possível atingirmos a santidade. Mas enquanto não encontramos a fórmula certa, para exercitarmos as virtudes e talentos que nos levam a este grau, folgamos em saber que ainda é possível atingir a perfeição do espírito, requisito para ser elevado à glória dos altares.

             Acabamos de viver o tempo quaresmal e celebramos a ressurreição de Cristo o que nos inspira a uma mudança de vida que nos leve a uma paz interior, que nos permita transmitir ao próximo seguindo o que Jesus revelou: “eu vos deixo a paz, eu vos dou a minha paz”.  Já seria este um bom começo para trabalharmos a nossa santidade fazendo uma via de mão dupla acontecer, ou seja, acolhendo e aceitando o próximo e a ele transmitindo nosso amor fraternal.

             Foi levando sua mensagem de paz que João Paulo II visitou os povos conquistando a todos que tiveram o privilégio de recebê-lo. Ele demonstrou riqueza espiritual ao perdoar o seu agressor.

            Na primeira vez que o Papa veio ao Brasil, em 1980, tive a oportunidade de vê-lo ao longe, no meio da multidão na Avenida Dom Manuel. Foi emocionante. Depois, estive face a face com Sua Santidade  em Roma, recebendo sua benção, coincidentemente no dia do meu aniversário em 15 de setembro de 1993. Não esqueço sua figura imponente transmitindo humildade. Seu olhar penetrante refletindo profunda paz. Seu leve sorriso sugerindo bondade. Beijar sua mão foi um momento de encantamento inesquecível. Posso dizer, com segurança, eu conheci um santo!

Leave a Reply

fevereiro 2020
S T Q Q S S D
« jan    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
242526272829