Utilidade Pública

Mostra inédita ‘Cenas de Quarentena’ reúne 11 filmes

Trabalhos buscam refletir por meio da expressão audiovisual o momento da pandemia.Foto-Divulgação

pandemia trouxe um cenário social nunca antes visto. O isolamento, arma contra a propagação da Covid-19, restringiu o cotidiano à intimidade do lar. Num futuro mais próximo, que história dessa tragédia em escala global iremos contar? 

Essa é uma das provocações da Mostra “Cenas de Quarentena”. A iniciativa realizada pela Universidade de Fortaleza, da Fundação Edson Queiroz, apresenta 11 filmes cearenses produzidos durante os dias de reclusão. Os curtas-metragens estão disponíveis no canal da TV Unifor no YouTube

O público pode escolher as três produções que mais se destacaram. A votação segue até 15 de julho e usa como critério a quantidade de “curtidas” que cada vídeo ganha. Os trabalhos são inéditos, feitos em casa e contam com duração de até três minutos. O prêmio é de um tablet para o diretor ou diretora vencedora. 

Mais de quarenta inscritos participaram do processo de seleção. Mais da metade destas obras eram de estudantes de outras áreas da graduação, como Engenharia Civil e psicologia. A ideia de uma mostra nesse formato partiu do aluno Leão Neto, do curso de Cinema e Audiovisual da Universidade de Fortaleza. 

O produtor, professor e diretor da TV Unifor, Max Eluard, detalha é positiva a procura de outras áreas da graduação. “Revela como o cinema e o audiovisual são uma arte que mobiliza as pessoas”, defende. 

Olhar 

A regra principal é de que cada participante filmasse em casa, com apenas celulares e iluminação ambiente. O intuito é aflorar as expressões individuais e definir obras que narrem o presente. A diversidade de temas abordados nos 11 filmes é um diferencial.

“É um momento em que lidamos muito com nós mesmos, com nossas angústias. Também tem a busca por uma relação mais leve com o que acontece. São filmes que trazem gestos importantes”, argumenta Eluard. 

Além de Eluard, participaram da curadoria Lis Paim, Marcelo Müller, Bárbara Cariry e Emilly Guilherme, ambas realizadoras e produtoras em audiovisual. Os filmes também serão transmitidos pela TV Unifor (canal 181 da NET e 14 da Multiplay), junto a entrevistas com os realizadores. 

“Cenas de Quarentena” aproxima o debate entre plataformas móveis (celulares) e as novas formas de contar histórias no meio cinematográfico. “Os celulares hoje, e cada vez mais, serão uma ferramenta de se contar histórias. De trabalhar o audiovisual com suas particularidades. Sua textura, sua qualidade de imagem peculiar. É mais uma opção para os realizadores”, conclui Max Eluard. 

Filmes participantes

“Angústia”, de Dinorá Melo Ximenes; “Aniversário de um ano”, de Eziele Rebeca Girão da Silva; “Corpo calado”, de Vitória Régia Cunha Aderaldo;  “Destroço”, Gabriela Santos Jardim e Livia Soares Castelo Meireles; “Fiat Lux”, de Antônio Augusto Vasconcelos de Moura, Eziele Rebeca Girão da Silva e Kauê Nogueira da Silva; “Macio como vidro”, de Julia Pierre Luz;  “Nada”, de aniel Sobral da Silva;  “Passa Tempo”, de Gabriela de Castro Nogueira e Clara Gomes de Andrade; “Pneumatófaros”, de Livia Soares Castelo Meireles e Gabriela Santos Jardim;  “Reflexo Adentro”, de Alian Souza Minerva; “Violão em quarentena”, de Jorge Alberto Nunes Falcão de Oliveira. 

Serviço

Mostra Unifor “Cenas de Quarentena”. Exibição dos filmes pelo canal  no canal da TV Unifor no YouTube e  TV Unifor (canal 181 da NET e 14 da Multiplay).
Votação aberta até 15 de julho. Três filmes com mais “likes serão premiados com um tablet cada.

Escrito por Diário do Nordeste/Redação, 23:05 / 03 de Julho de 2020.

Abrigo Coração de Jesus recebe EPIs de prevenção à Covid

Abrigo recebeu na sexta-feira (26/06) Equipamentos de Proteção Individual (EPIs).Foto-Divulgação

O Abrigo Sagrado Coração de Jesus, unidade do Complexo Santa Casa de Misericórdia de Sobral, recebeu na sexta-feira (26/06) a doação de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), para idosos acolhidos e profissionais usarem na prevenção à Covid-19. A doação aconteceu por meio do edital de credenciamento de Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPI), da Secretaria da Proteção Social, Justiça, Cidadania, Mulheres e Direitos Humanos (SPS), sendo adquirida com recursos do Fundo Estadual do Idoso do Ceará (FEICE).

Máscaras cirúrgicas triplas, máscaras N95, aventais, luvas látex e vinil, e álcool em gel foram doados à instituição; todos aprovados pelo Conselho Estadual dos Direitos do Idoso (CEDI), que considera essencial o uso desses equipamentos para a assistência aos idosos e à segurança dos profissionais da saúde e cuidadores, levando em consideração que a população idosa tem sido a de maior vulnerabilidade da forma grave da doença.

De acordo com a diretora do Abrigo, Maria Eliane de Oliveira, os equipamentos vieram em boa hora, pois com o crescimento acelerado da doença no estado do Ceará, “nos proporcionam mais segurança em nosso trabalho, e garantem qualidade na assistência prestada por nossos profissionais e cuidadores, que entram em contato direto com nossos idosos. Estamos muito felizes e gratos com os equipamentos doados à nossa instituição”, ressalta a diretora.

Com informações da Assessoria de Comunicação da SCMS

Programa de bolsas de pesquisas Google aborda Covid-19

Foto: GEORGES GOBET/AFP

A pandemia causada pelo novo coronavírus impôs desafios sem precedentes e uma nova realidade ao mundo todo. Neste cenário, a ciência e a tecnologia têm sido cruciais no enfrentamento e no desenvolvimento de soluções para a crise global decorrente Covid-19.

Parte fundamental desse processo, os projetos de pesquisa acadêmica desenvolvidos por professores e estudantes universitários da região, tornam-se mais relevantes do que nunca.

Google está anunciando hoje a abertura das inscrições para a oitava edição do Latin American Research Awards (Lara), seu programa de bolsas de pesquisas para a América Latina. Para a edição deste ano, uma seção especial foi criada para projetos que buscam estudar e encontrar melhores soluções tecnológicas para o combate e a diminuição dos efeitos da Covid-19.

Visto o potencial da América Latina como um grande polo de inovação, o Google quer ajudar a incentivar a pesquisa em diversas áreas e buscar projetos que sejam também relevantes localmente. Este ano, o Lara distribuirá R$ 2,5 milhões para projetos de estudantes de mestrado ou doutorado e também a seus orientadores acadêmicos. As inscrições estarão abertas até o dia 30 de julho de 2020 e as instruções podem ser encontradas neste site.

Conheça os campos de pesquisa contemplados:

Saúde/Covid-19

Geo/Maps

Interação entre humanos e computadores

Recuperação, extração e organização de informações (incluindo gráficos de semântica)

Internet das Coisas (incluindo cidades inteligentes)

Machine learning (aprendizado de máquinas) e data mining (mineração de dados)

Dispositivos móveis

Processamento natural de línguas

Interfaces físicas e experiências imersivas

Privacidade

Outros tópicos relacionados a pesquisas na web.

Desde o surgimento do Lara em 2013, em parceria com as universidades locais, o objetivo do Google tem sido fortalecer a conexão da pesquisa com a economia e a sociedade em geral e aumentar a circulação do conhecimento. Durante esse período, mais de US$ 3,5 milhões foram destinados a mais de 120 projetos de universidades da região.

Por Diário do Nordeste – Tecno, daniel.nobre@diariodonordeste.com.br 2 de julho de 2020

Elaboração de dicionário internacional sobre a pandemia

Professor cearense Márcio Santiago é responsável pelos termos em português.Foto-Arquivo pessoal

Um projeto criado na Catalunha, com o objetivo de oferecer à população um dicionário contendo termos relacionados à pandemia do novo coronavírus, conta com a colaboração do professor cearense Márcio Santiago. Ele é responsável pelos termos em português encontrados na plataforma digital disponível para todo o mundo.

O “Termes del Coronavirus” – “Termos do Coronavírus’, em tradução literal para o português – conta com tradução também nos idiomas espanhol, inglês, francês e catalão, língua de origem da plataforma. O dicionário digital, que teve seu início em meados de abril, hoje já conta com cerca de 140 termos.

“Esse dicionário foi elaborado, mas ele está em processo de atualização semanal, praticamente. Porque é tudo muito dinâmico, o coronavírus vai se desenvolvendo e as notícias vão se desenvolvendo, e a obra é aberta, [então] vai atualizando de acordo com a evolução da pandemia e as notícias a respeito”, explica o professor, mestre e doutor na área de Terminologia, Márcio Santiago, do Departamento de Letras do Centro de Ensino Superior do Seridó da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) – Ceres Currais Novos.

A iniciativa foi criada pelo Centro de Terminologia da Catalunha (TERMCAT), em Barcelona (Espanha), e conta com o envolvimento do Departamento de Saúde do Governo da Catalunha, a Sociedade Catalã do Dicionário Enciclopédico de Medicina (SOCDEMCAT) e terminólogos e linguistas da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e do portal ésAdir, da Corporação Catalã de Mídia Audiovisual.

Colaboração

“Esse equivalente não é uma escolha livre, envolve uma pesquisa em documentos oficiais. Existem traduções que são bem distintas, alguns mais complexos, que precisam ser buscadas em dicionários especializados”, esclarece.

O trabalho do professor, que já colaborou com a instituição catalã em outra ocasião, é fazer além de uma tradução básica dos termos recebidos. “Eles me mandam as listas, dos termos, em Catalão e em Espanhol, e aí eu devolvo para eles com o equivalente em Português”, conta.

“Esse trabalho é muito importante, sobretudo, porque ele é feito por especialista.São tradutores, são linguistas, são terminólogos que organizaram todas essas informações e dizer a população o que significa alguns termos, que sabemos que não são tão compreensíveis assim”, destaca.

Função social

Além de elucidar palavras e termos usados durante esse período pandêmico, o dicionário também tem a função social de ser uma plataforma confiável para quem buscar informações. “A função de um dicionário como esse é disponibilizar informações confiáveis para o público em geral, porque o dicionário ele é tido historicamente como um lugar que se encontra informações confiáveis”, pontua.

Por Isabella Campos, G1 CE – 01/07/2020 08h31 

Tremores de terra em Santana do Acaraú e Groaíras

Localização epicentral do tremor registrado no município de Groaíras.Foto- Reprodução/LabSis

Três tremores de terra foram registrados pela rede sismográfica RSISNE (pertencente à Rede Sismográfica Brasileira) no Ceará nesta segunda-feira, 29.Os dois primeiros abalos ocorreram na região de Santana do Acaraú, um às 6h21min UTC, 3h21min no horário local, com magnitude preliminar 1.7 mR, sigla que indica a escala de magnitude regional para o Brasil, e o outro às 7h36 UTC, 4h36min, no horário local, com magnitude preliminar 1.4 mR. Por volta das 17h07min, horário local, um novo tremor foi registrado na região próxima ao município de Groaíras.

As marcações – UTC – são feitas dentro do sistema de Tempo Universal Coordenado, do inglês Coordinated Universal Time, também conhecido como tempo civil, que é o fuso horário de referência do qual se calculam todas as outras zonas horárias do mundo. Até o momento, o Laboratório Sismológico – LabSis da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), que opera a rede as estações da rede sismográfica, não tem conhecimento de que tenham sido sentidos pela população.

O laboratório também informou que notificou a Defesa Civil do Ceará e segue monitorando e divulgando a atividade sísmica da região Nordeste em tempo real. Segundo o geofísico do LabSis, Eduardo Menezes, o estado do Ceará é uma região sismicamente ativa e existe uma falha geológica em processo de acomodação. Conforme explica, o fenômeno ocorre naturalmente, mas em uma escala de tempo de centenas ou milhares de anos.

O tremor em Groaíras já é o segundo evento que ocorre nas proximidades no mês de junho. O primeiro ocorrido na última terça-feira, 23. A região já foi, em 1988, objeto de estudo do LabSis e possui histórico de sismicidade. Uma equipe foi até Sobral para realização de estudos,mas foi constatado que a atividade sísmica que ocorria na região tinha como epicentro o município vizinho de Groaíras.

Por REDAÇÃO O POVO – 12:06 | 30/06/2020

Escola do Exército tem edital de concurso com 41 vagas

Os interessados podem se inscrever até o dia 05 de agosto. Foto – Arquivo

A Escola de Formação Complementar do Exército (EsFCEx) publicou edital para a matrícula no Curso de Formação de Oficiais do Quadro Complementar e para o Curso de Formação de Capelães Militares em 2021.

De acordo com o Exército, a remuneração bruta dos alunos consistem em R$ 10.306,25 e os interessados podem se inscrever até o dia 05 de agosto. Será cobrada uma taxa de inscrição, com possibilidade de isenção.

Os candidatos passarão por duas etapas, que incluem o exame intelectual, prova de títulos, avaliação psicológica, exame de aptidão física, entre outros.

O concurso oferece vagas para as seguintes áreas:Administração (3); Ciências Contábeis (2);Direito (3);Estatística (2);Informática (3);Magistério – Biologia, Espanhol, Física, Geografia, História, Inglês, Matemática, Português e Química (16);Pedagogia (1);Psicologia (1);Enfermagem (5); Veterinária (2);Padre católico (2);Pastor evangélico (1).

Dentre os requisitos para o concurso EsFCEx estão:Ser brasileiro nato;Ter, no mínimo, 1,60 m (sexo masculino) ou 1,55 m (sexo feminino);Comprovar estar em dia com a Justiça Eleitoral;Não ter sido considerado isento do Serviço Militar;Idade máxima de 32 anos;Os candidatos ao CF/CM devem ter, no mínimo, 30 anos e máximo de 40. Além disso, devem apresentar ordenação como padre católico ou consagração como pastor evangélico.

Para mais informações sobre o concurso EsFCEx 2020, confira o Edital – AQUI (https://bit.ly/31slblC)

Santa Casa de Sobral abre nova UTI de 10 leitos para Covid

Estruturação da UTI foi feita em parceria com Governo do Estado e Prefeitura de Sobral.Foto-Divulgação



A Santa Casa de Misericórdia de Sobral abriu, nesta sexta-feira (26/06), a segunda Unidade de Terapia Intensiva (UTI) com 10 leitos destinados à pacientes com Covid-19. O hospital, que passou a ser uma das referências na Região Norte do Estado do Ceará para atendimento e tratamento da doença, reestruturou alguns de seus setores para oferecer uma estrutura de qualidade.

Agora, a Santa Casa possui 20 leitos de UTI e uma Unidade de Internação com 15 leitos, além de 4 leitos extras. A estruturação da nova UTI foi executada em parceria com o Governo do Estado do Ceará e Prefeitura de Sobral.

Com informações da Assessoria de Comunicação da SCMS

UFC desenvolve aplicativo gratuito para estudo de música

Aplicativo disponível para download gratuito no Google Play. Foto-Divulgação

Cantar as notas musicais escritas na partitura é uma das habilidades a serem aprendidas pelos estudantes de música. Chamada de solfejo, essa prática costuma aparecer nos currículos como percepção e solfejo, treinamento auditivo ou linguagem e estruturação musical. Pode até parecer simples dizer o nome das sete notinhas, mas na prática é um desafio para os futuros músicos. Para ajudar os estudantes a encontrar a afinação correta, o Prof. Rian Nogueira, do Curso de Música da UFC em Sobral idealizou o aplicativo para celular Meu Solfejo!.

Disponível para download gratuito no Google Play (acesso apenas via celulares Android), o aplicativo conta com um banco de sons de piano e de vozes femininas e masculinas presentes no canto coral (soprano, contralto, tenor e baixo). No total, são 120 áudios gravados de voz e 36 de piano. Desse modo, durante o estudo em casa, o aluno pode ter uma referência auditiva para a prática de canto e de instrumento. No aplicativo, o estudante consegue ainda alternar o método de estudos entre solfejo absoluto, no qual as notas são entoadas da forma como estão escritas na partitura, e o solfejo fixo-ampliado, em que cada nota possui uma sílaba específica.

Comenta o Prof. Rian Nogueira que o Meu Solfejo! tem como objetivo auxiliar no aprendizado dessa técnica essencial para os alunos de música; processo que, enfatiza, pode ser intrincado devido à quantidade de conhecimentos envolvidos. “A disciplina de percepção e solfejo possui um conteúdo teórico-prático de música que envolve diversos saberes, como leitura de partitura, ritmo, melodia, harmonia, canto, entrando também, por consequência, no aspecto da afinação. Por conta desses detalhes, essa matéria costuma ser uma das mais difíceis do curso”, afirma o professor.

A ferramenta possibilita ainda que alunos de canto coral que estejam com dificuldades de afinação ou que não obtenham um bom desempenho no canto individual ensaiem suas vozes solfejando as notas da partitura com o auxílio do aplicativo. “Observei que nas disciplinas de percepção e solfejo e canto coral os alunos mais tímidos ou ainda no seu percurso de estudo costumavam aprender melhor coletivamente. Também percebi dificuldade das meninas em identificar a afinação através da minha voz, que naturalmente soa uma oitava abaixo à qual elas cantariam. Por conta disso, passei a utilizar o falsete para entoar as referências da afinação. Contudo, pensei: como o estudante que possui dificuldade de afinação pode adquirir a autonomia de construir seu processo de aprendizagem sem depender sempre do coletivo? Com esse contexto idealizei o aplicativo”, relata.

Para tirar a ideia do papel, o Prof. Rian entrou em contato com o estudante Willian Praciano, do Curso de Engenharia da Computação também da UFC em Sobral, que ficou encarregado do desenvolvimento do aplicativo. Os trabalhos iniciaram em setembro do ano passado e contaram com reuniões semanais, quando foi feita a maquete do projeto e definida a gravação dos sons. O envolvimento com a iniciativa foi tão proveitoso que trouxe resultados além do esperado para o graduando. “Foi a minha primeira experiência de aplicativo com a temática e foi ótimo no que se refere à aplicação de alguns conhecimentos que já vinha estudando. Também adquiri alguns conhecimentos de música e passei a ter um maior interesse pelo estudo dela. Recentemente comecei a estudar violão e o que aprendi desenvolvendo esse aplicativo, sem dúvidas, está me ajudando nesse começo”, afirma Willian Praciano.

Também fizeram parte da equipe do Meu Solfejo! os graduandos em Música Ana Jakeline da Silva, que faz a voz feminina do aplicativo, e Douglas Araújo, que atuou na parte técnica. A voz masculina do aplicativo é do próprio Prof. Rian Nogueira. As amostras de som do piano foram coletadas através do site da Eletronic Music Studios, da Universidade de Iowa (EUA).

Lançado oficialmente no último dia 9, o Meu Solfejo! pode ser utilizado por um público para além da universidade: projetos sociais que possuam formação musical através do canto, conservatórios de música, pessoas com deficiência visual, estudantes de canto lírico e músicos amadores. Para acessá-lo, o interessado deve ter um smartphone com sistema operacional Android, ir até a loja de aplicativos Google Play e inserir na busca o termo “Meu Solfejo!”. Depois disso, é só baixar. “Se o aplicativo cumprir sua missão, vale mais do que qualquer cédula dada simbolicamente para tê-lo. Muitas pessoas tentam comercializar a educação e creio que esse não seja nosso objetivo aqui e agora”, reflete o docente.

Apesar de não ser comercializado, o aplicativo está aberto a doações para financiar as próximas etapas de desenvolvimento. Basta entrar em contato através dos endereços de e-mail disponibilizados na aba “Sobre” do aplicativo.

Fonte: Prof. Rian Nogueira, do Curso de Música da UFC em Sobral – e mail: rian125@gmail.com (Portal da UFC)

SAAE Sobral suspende cobrança da taxa de aviso de débito

Sede administrativa do Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Sobral (SAAE). Foto-Arquivo

O Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Sobral (SAAE) comunica aos usuários que suspendeu, no dia 27 de maio de 2020, a cobrança da taxa de aviso de débito. A partir desta data, os usuários inadimplentes continuarão recebendo os avisos, no entanto, estarão isentos do pagamento da taxa.

Ao mesmo tempo, o SAAE alerta sobre a importância de manter em dia o pagamento das contas de água, uma vez que a operação dos serviços essenciais prestados pela autarquia municipal depende diretamente do que é arrecadado com as faturas.

Para reclamações, solicitações, sugestões ou esclarecimentos, a população pode entrar em contato com o SAAE pelos canais de atendimento: site www.saaesobral.com.br ou telefones 0800.283.0195, (88) 98129-1704, 98143-4795 e 98129-8102 (whatsapp).

Sobral (CE), 26 de junho de 2020

Assessoria de Comunicação do SAAE Sobral

UECE e DELL oferecem três mil vagas para cursos em EaD

Serão ofertados 17 cursos, nas áreas de Tecnologia, Negócios e Idiomas. Foto-Arquivo

A Universidade Estadual do Ceará (UECE), por meio da Pró-Reitoria de Extensão (Proex), e o Centro de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação DELL (Lead) estão ofertando três mil vagas para o Programa Gratuito de Qualificação Acessível Profissional voltadas à todo o país.

As inscrições estão abertas e seguem até 6 de julho, pelo site leadfortaleza.com.br/dal. No total, serão ofertados 17 cursos, nas áreas de Tecnologia, Negócios e Idiomas.

A realização dos cursos será totalmente online, pelo mesmo site onde são feitas as inscrições. Os cursos podem ser feitos também pelo aplicativo Aprendizado Acessível, disponível em versões Android e IOS.

Para as pessoas com deficiência auditiva e surdos usuários da Língua Brasileira de Sinais (Libras), a plataforma virtual dispõe de acompanhamento de Intérpretes de Libras. Há também recursos de acessibilidade disponíveis na plataforma e nos conteúdos, como: alertas sonoros, comando de voz, teclado virtual, redimensionamento de fonte, alto contraste, audiodescrição de imagens, etc.

Dúvidas sobre processo de inscrição podem ser tiradas pelo e-mail: suporte@dellead.com.br, pelo telefone: (85) 3492-1062 ou por WhatsApp: (85) 99946-0145.

Com informações do Portal da UECE

julho 2020
S T Q Q S S D
« jun    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031