Chapa única para prefeito de Meruoca

O governador Cid Gomes mediou o acordo em Meruoca. Foto - Alex Costa

As lideranças políticas do Município de Meruoca, a 277km de Fortaleza, fecharam um acordo para a apresentação de chapa única para prefeito do Município, na eleição suplementar, marcada para o dia 5 de maio. O acordo foi articulado pelo governador Cid Gomes, no início desta semana.

A chapa única a ser apresentada é composta por Manoel Costa Gomes, conhecido como Aristides (PT) e Rubens Lima Vasconcelos (PDT), que foi candidato a vice de João Coutinho na eleição de outubro do ano passado. João Coutinho apresentou três nomes para prefeito e o grupo comandado pelo ex-deputado Oman Carneiro, que patrocinava a candidatura de Herika Rodrigues, fez a escolha do nome de Aristides. O acordo envolve a participação do grupo comandado por Oman Carneiro na Prefeitura e obras do Governo no município, além de uma aliança para as eleições de 2014.

As articulações para esse acordo foram intensificadas no fim da semana passada e início desta. No último sábado, em Sobral, o governador Cid Gomes conversou com João Coutinho e Oman Carneiro. Os dois voltaram a se encontrar na segunda-feira.

Relutância

Na terça-feira, em Fortaleza, o governador Cid Gomes recebeu Herica e Oman para fechar o acordo, tendo em vista que ela ainda insistia em ser candidata. O prazo para a realização de convenções para escolha de candidatos e homologação de coligações terminou na terça-feira.

Oman Carneiro reconheceu a existência de relutância em relação ao acordo, não apenas no seu grupo político, mas também entre os correligionários de João Coutinho. No entanto, esclareceu, o acordo foi fechado para o bem do município, pois foi feito em cima de uma relação de benefícios para Meruoca.

Os dois grupos políticos votaram no governador Cid Gomes que estava querendo ajudar o Município, mas essa relação de disputa pela Prefeitura estava dificultando a ajuda do Governo, informou Oman Carneiro. Com o acordo o Estado vai desenvolver ações mais consistentes no combate aos efeitos da seca, vai realizar obras de pavimentação e de abastecimento de água.

Segundo Oman Carneiro “a gente entra na política para ajudar as pessoas” e em um momento como este as lideranças políticas de Meruoca não poderiam prejudicar o Município. Informou ainda que, pelo acordo, o seu grupo político vai administrar quatro secretarias, entre elas a de educação. Além disso, nas eleições de 2014 os dois grupos votarão no candidato apontado pelo grupo de Oman Carneiro para deputado estadual e no candidato apontado pelo grupo de João Coutinho para deputado federal.

Em Meruoca vai haver um novo pleito para escolha do prefeito e do vice-prefeito porque o candidato João Coutinho (PT), que obteve 58,91% dos votos, teve o registro da sua candidatura indeferido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Como consequência seus votos foram anulados e como a quantidade de votos nulos foi superior ao número de votos válidos, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) marcou a data para um novo pleito, como determina a legislação eleitoral.

As eleições de 5 de outubro do ano passado foram disputadas por duas coligações. A chapa de João Coutinho Aguiar Neto (PT) recebeu 5.094 sufrágios e a chapa com Herik (Herika) Zednik Rodrigues (PRB) 3.553 votos.

Fonte: Diário do Nordeste, 29.03.3013

Leave a Reply

agosto 2020
S T Q Q S S D
« jul    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31