Irmã Dulce, uma santa nordestina

Irmã Dulce, natural da Bahia, Nordeste do Brasil, foi beatificada no dia 22 de maio. Foto - Arquivo

A imagem da religiosa baiana Irmã Dulce (1914-1992) foi revelada pela primeira vez como beata às 18h deste domingo, dia 22 de maio, na missa de beatificação realizada em no Parque de Exposições de Salvador.

A “bem-aventurada Dulce dos Pobres” foi recebida por dezenas de milhares de fiéis, que acenaram para a imagem com lenços brancos com a imagem da nova beata.

O rito de beatificação durou exatos 20 minutos. Primeiramente, foi feito o pedido oficial de beatificação pelo Arcebispo de Salvador, Dom Murilo Krieger. Um dos religiosos presentes leu então a biografia de Irmã Dulce, nascida Maria Rita de Souza Brito Lopes Pontes, em 26 de maio de 1914.

Cerca de 15 minutos depois, o cardeal Dom Geraldo Majella Agnelo, representante do papa Bento 16 e presidente da cerimônia, leu, em latim e em português, a carta apostólica assinada pelo pontífice, oficializando a beatificação da religiosa.

O momento final do rito de beatificação ocorreu às 18h, com o descerramento da imagem de Irmã Dulce pela primeira vez como “bem-aventurada Dulce dos pobres”.

O papa Bento 16 fixou a data de 13 de agosto como o dia de celebração da beata.

Leave a Reply

agosto 2020
S T Q Q S S D
« jul    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31