O fundador da UVA – Artigo do Prof. Teodoro

Opinião/Professor Teodoro – Deputado estadual

Deputado Professor Teodoro (PSD). Foto - Arquivo

Deputado Professor Teodoro Soares (PSD). Fotos – Arquivo

A sociedade sobralense comemora as bodas de diamante de sacerdócio de um de seus mais ilustres conterrâneos, o historiador e fundador da Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA), cônego Francisco Sadoc de Araújo.

Cônego Francisco Sadoc de Araújo, fundador  e primeiro reitor da UVA.

Cônego Francisco Sadoc de Araújo, fundador e primeiro reitor da UVA.

Aos 84 anos, cônego Sadoc foi homenageado no último dia 25 de fevereiro pelos 60 anos de ordenação sacerdotal. Amigos, ex-alunos e integrantes do clero participaram da homenagem, nos jardins de sua residência, e na missa celebrada na Igreja do Cristo Ressuscitado, de onde Sadoc foi vigário até se afastar de suas funções. A missa foi presidida pelo bispo diocesano, dom José Luiz Gomes de Vasconcelos.

Cônego Francisco Sadoc de Araújo e o deputado Professor Teodoro Soares e o Cônego Francisco Sadoc de Araújo

Cônego Francisco Sadoc de Araújo e o deputado Professor Teodoro Soares

Como historiador, não se restringiu ao contar mas a fazer história. Segundo suas palavras, Sobral tem duas grandes datas –  uma se refere à autonomia política, quando se deu a emancipação do município; a outra diz respeito à autonomia intelectual, que foi a criação da UVA. O historiador zeloso registrou para as gerações a trajetória sobralense, desde seus primórdios, ainda na condição de vila (Fazenda Caiçara), até os dias de hoje, e entra para a história como fundador e primeiro reitor da UVA.

Segundo a professora e também historiadora Glória Giovana S. Mont’Alverne Girão, só a atuação de Sadoc em relação à UVA já seria suficiente para que se erigisse um monumento em seu louvor: “Mas esse é apenas um capítulo da história de vida desse grande homem de cultura polimorma, cuja visão de mundo, pela sua abrangência, torna-o presente em vários campos da ciência e do saber”.

Tive a honra de ser convidado por ele para sucedê-lo na reitoria da UVA, missão que aceitei com muita honra e que me deu prazer em exercer pelos resultados alcançados na UVA. Desde seu reconhecimento pelo MEC como pela expansão da universidade. De múltiplos talentos e habilidades, vejo-o com 4 perfis distintos: o sacerdote, o educador, o escritor e o historiador. Ao fim, é tudo um sacerdócio que ele exerceu com maestria.

Conheci-o primeiramente como professor, pois fui seu aluno quando ele ensinava no Seminário São José, em Sobral. Formado em Teologia e Filosofia, em Roma, especializou-se em Educação. Pós-graduação, em  Bruxelas, sobre Educação da Juventude. Também tem curso de pós-graduação em Educação de Superdotados, pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro, e Psicologia Profunda, na Faculdade de Cristo Rei, de São Leopoldo, no Rio Grande do Sul.

Durante 40 anos, foi professor de Grego, Latim, Filosofia e Psicologia. Foi reitor do Seminário de Sobral, diretor das rádios Educadora e Tupinambá, do jornal Correio da Semana, em Sobral. Foi ainda diretor do Instituto de Filosofia e Teologia da Arquidiocese de Olinda e Recife. No seu currículo, consta ainda a vice-presidência do Conselho de Educação do Ceará.

Entusiasta das ações do padre Ibiapina, ele fundou o Centro de Evangelização Pe. Ibiapina, que cuida do processo de beatificação do sacerdote sobralense.

Sobral reconhece e reverencia um de seus grandes filhos.

Leave a Reply

fevereiro 2020
S T Q Q S S D
« jan    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
242526272829