Ordenação de Padre Cícero completa 150 anos com missa e show pirotécnico

Juazeiro
Devotos celebram 150 anos de ordenação do Padre Cícero. FotoAntonio Rodrigues

A Basílica Santuário de Nossa Senhora das Dores, em Juazeiro do Norte, celebra nesta segunda-feira (30), os 150 anos de ordenação sacerdotal do Padre Cícero Romão Batista. Após uma programação intensa que incluiu palestras, entrevistas, exibições de filmes, festival de poesias, entre outras atividades culturais e religiosas, uma missa solene, às 19h30, presidida pelo bispo Dom Gilberto Pastana, marca o encerramento dos festejos, seguido de show pirotécnico.

Mais cedo, houve missa na Basílica Santuário e na Capela de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. Além disso, foram exibidos os programas “Viva Meu Padim” e “Giro pela Nação Romeira”. No início da tarde, uma nova celebração foi realizada na matriz de Nossa Senhora das Dores, seguida por uma salva de fogos e repique de sinos nas igrejas e capelas de Juazeiro do Norte e outras cidades nordestinas.

Agora à tarde, às 15 horas, houve o Terço da Misericórdia; às 16 horas uma nova Missa na Capela do Perpétuo Socorro e, às 16h30, o programa “Parabéns, Padre Cícero”. Já às 18h, o Terço Mariano. Toda programação está sendo transmitida pelo canal TV Web Mãe das Dores, no YouTube.  

O padre Cícero José da Silva, reitor da Basílica de Nossa Senhora das Dores, ressaltou a história de vida do Padre Cícero, que mesmo incompreendido ou até diante de calúnias “deu a vida ao projeto do Reino de Deus: tomar conta do povo”, enfatizou. “Em um sonho, viu o grupo de pessoas flageladas da seca e resolveu acolher a todos, fazendo com que aqueles que viessem (à Juazeiro) não trouxessem ouro, mas paciência. Em cada casa uma oficina e em cada sala um oratório. Assim, construiu esta grande cidade”, ressaltou.

“Se hoje somos o que somos, foi graças a sua coragem, sua visão de empreendimento, de investimento, de buscar parceria. Por isso, deixou-se ser ajudado a estruturar e dar forma ao que hoje nós somos. Que neste dia possam assumir o que ele assumiu. É fácil falar, difícil é assumir e tomar conta do povo como ele fez. São 150 anos do seu ‘sim’, do seu chamado, sua resposta e agradeço”, definiu o padre Cícero José.

História

O historiador e professor Daniel Walker, falecido no ano passado, contava que a morte do pai do Padre Cícero, Joaquim Romão Batista, que era pequeno comerciante no Crato, trouxe problemas financeiros à sua família, sendo que o ingresso do jovem no Seminário da Prainha, em Fortaleza, em 1865, só aconteceu graças à ajuda de seu padrinho de crisma, o coronel Antônio Luiz Alves Pequeno.

Após cinco anos, Padre Cícero se ordenou no dia 30 de novembro de 1870, retornando ao Crato. Enquanto não era designado a alguma paróquia, ensinou latim no Colégio Padre Ibiapina, fundado e dirigido pelo professor José Joaquim Teles Marrocos, seu primo e grande amigo.

No Natal de 1871, convidado pelo professor Semeão Correia de Macêdo, o jovem sacerdote visitou pela primeira vez o povoado de Taboleiro Grande, que viria se tornar Juazeiro do Norte, então pertencente à Crato, onde celebrou a tradicional Missa do Galo. Aos 28 anos de idade, causou boa impressão aos habitantes, mudando-se para o pequeno vilarejo em abril do ano seguinte, fixando residência, e assumindo a Capela de Nossa Senhora das Dores.

Diário do Nordeste/Escrito por Antonio Rodriguesregiao@svm.com.br  16:18 / 30 de Novembro de 2020.

Lúcia Menezes lançará novo álbum com músicas inéditas

Lúcia Menezes
Cantora,em mais de três décadas de carreira,leva uma cearensidade fora do comum. Foto:Leo Aversa

LUÃ DIÓGENES

Uma das grandes características dos cantos cearenses é a originalidade da voz de seus intérpretes, muitas vezes não compreendida pela crítica, mas sempre louvada pelo sensível público. A voz de Antônio Carlos Belchior, por exemplo, é diferente de tudo já visto, assim como a de Raimundo Fagner, Rodger Rogério, Fausto Nilo, Calé Alencar e tantos outros que levam a identidade do Ceará em sua arte.

Dentre esses fiéis representantes do estado está uma jovem senhora de olhar doce, sorriso largo e com uma vitalidade enorme. Lúcia Menezes, a quem muitos chamam carinhosamente de Lucinha, possui uma característica própria e que consegue projetar uma força e um amor enorme pelo que ali representa e que neste 2020 anuncia boas notícias.

No próximo mês, a cantora lançará, pela gravadoraAtração, um álbum com treze faixas de músicas selecionadas especialmente receber a interpretação dolente da artista. O novo trabalho, que conta com a produção de José Milton, foi gravado no final do ano de 2019 e deve sair até o dia 20 de Dezembro, terá músicas inéditas de ninguém menos que Cristóvão Bastos e João Lira, além de uma canção composta pelo próprio filho de Lucinha, o cordelista Eduardo de Menezes Macedo.

O álbum irá passear pelos mais variados gêneros. “Eu falei para o João Lira que a coisa estava criando forma. Tem uma marcha-rancho, tem uma toada, tem um desafio de viola e aí pedi para ele fazer uma ciranda para mim, e na hora ele fez a música lá em casa e me deu”, contou a cantora orgulhosa. 

Como um pré-lançamento do novo trabalho e também para conter os fãs ansiosos, no próximo dia 27, a cearense deve lançar um single com uma das faixas do álbum, e mesmo sem revelar qual a música, promete surpreender o público. “Eu estava tão sem ânimo de gravar, tava tudo tão ruim, o mundo…Aí o José Milton mandou para mim uma música do Miguel Rabelo e  eu fiquei animadíssima e comecei a pensar em um disco novo, repleto de coisas de amor, vindas do coração, de humanidade e assim fizemos”, afirmou Lucinha.

Uma artista cearense

A cantora, em mais de três décadas de carreira, leva uma cearensidade fora do comum, e neste lançamento não pode ser diferente. Natural do município de Itapipoca, cidade que une praia, serra e sertão, a artista incorpora em seu cantos esses elementos do estado que até hoje se fazem presentes nos seus shows.Lúcia Menezes carrega consigo uma teatralidade fantástica o que se faz digna de ser chamada artista. Sua preocupação com o figurino, por exemplo, é algo tão surpreendente que por vezes não é visto como uma forma de respeito ao público, de saber a responsabilidade que tem de se portar diante seus espectadores.

Seja por uma meia diferente, um vestido colorido ou um chapéu meio extravagante, Lucinha sabe se fazer brilhar, e quem a admira compreende esse cuidado.“Eu comecei em 1988 no coral da UFC (Universidade Federal do Ceará) e eu meio que já me fantasiava, e tinha gente que já me olhava assim pelo avesso por certo exagero, pelas roupas diferentes, meio esquisita, eu não conseguia cantar com uma roupa bem bonitinha que eu ia para missa”, disse rindo. 

O que poucos sabem e deve ser levado em conta é que tais referências estavam no imaginário da artista que se espelhava na Carmem Miranda, a qual homenageou em disco gravado ao vivo em 1996 com sucessos de carnaval da portuguesa. Aliás, Assis Valente, um dos compositores favoritos da Carmem, também se faz presente nesse próximo lançamento. O que já nos deixa curioso pelo que está por vir. https://www.youtube.com/embed/4p8p4XUjfwE

Outra inspiração para a cantora foi seu amigo Antônio Carlos Belchior. O compositor era amigo de seu irmão e frequentava muito a casa da família Menezes, já aqui em Fortaleza. Lúcia conheceu aquele rapaz latino americano e se encantou! Observando a moça estudando geometria, Bel voltando para casa compôs a música “Paralelas”, que viria a se tornar um dos grandes sucessos da saudosa Vanusa.

Belchior confidenciou para a amiga que iria escrever “no Karmann-ghia a cem por hora” mas visando imortalizar a letra substituiu por “dentro do carro” e marcou gerações. De forma mais pessoal, Lúcia agradece o compositor por sua carreira, que se existe é graças a ele: “Bel que impulsionou meu primeiro disco, ele que arrumou tudo e me fez cantora, é um amor infinito”.

Incansável defensora da arte de cantar

Durante uma hora, tive o prazer de conversar com Lúcia Menezes, e sempre que essa oportunidade existe fico empolgado diante do tamanho amor e dedicação pelo seu ofício de ser uma fiel operária do canto. Tudo isso me deixa ansioso para ouvir seus novos trabalhos que já estão  saindo do forno.Essa eterna menina que vive dentro da mulher nos embriaga de um Ceará delicado, boêmio e delirante. A cantora bebe de várias fontes e alcança o inovador, aquele que exige atenção para ser entendido.Hoje morando no Rio de Janeiro, a cantora leva em sua maleta a suavidade da brisa marinha, o clima ardente do sertão e o frescor dos picos de serra. 

Longe das gravadoras desde 2017, quando gravou um dos seus melhores trabalhos na Biscoito Fino de nome “Lúcia”, no qual canta com ninguém menos que Chico Buarque e Miúcha, a cearense prepara álbum delicado e versátil, um sinônimo no qual ela vem querendo buscar e vai acertando.

Diário do Nordeste/Escrito por Luã Diógenes,  lua.diogenes@svm.com.br 09:30 / 22 de Novembro de 2020.

Uece oferta Mestrado Interdisciplinar em História e Letras

Inscrições estão abertas até o dia 15 de dezembro, para a turma de 2021. Foto-Arquivo

O Mestrado Interdisciplinar em História e Letras (MIHL) da Universidade Estadual do Ceará (Uece), com sede na Faculdade de Educação, Ciências e Letras do Sertão Central (Feclesc), campus de Quixadá, está com inscrições abertas, até o dia 15 de dezembro, para a turma de 2021.

São ofertadas 32 vagas, distribuídas em suas três linhas de pesquisa: Memórias e Historicidade; Gênero, Raça e Identidades; e Ensino e Linguagens.

O MIHL reserva 20% das vagas, correspondente a 06 vagas, para negros/as, indígenas e pessoas Trans e 02 vagas para professores da SEDUC em atendimento exclusivo ao convênio entre a UECE e a Secretaria da Educação Básica (SEDUC).

Em virtude da pandemia – COVID 19 – e das consequências econômicas advindas, excepcionalmente, não será cobrada a taxa de inscrição para os/as candidatos/as.

Clique aqui para ler a Chamada Pública.

Mais informações através do e-mail: mestrado.mihl@uece.br ou no site do mestrado (acesse aqui).

Cim informações do Portal da Uece

Festival Concreto organiza atendimentos básicos de saúde

Foto festival
Além da assistência médica, o “Concreto Vital” receberá palestras.Foto- Jenyfer Souza

O Festival Concreto inicia a sua 7ª edição a partir desta sexta-feira (20), com demonstração plural de trabalhos de artistas locais, nacionais e internacionais espalhados pela cidade. Pela primeira vez, o evento realizará o “Concreto Vital”, que oferece serviços gratuitos voltados para a saúde da população do Residencial José Euclides Ferreira Gomes, localizado no bairro Jangurussu, em Fortaleza. Em decorrência da pandemia de Covid-19, o festival não receberá o público externo para evitar aglomerações.

A iniciativa é uma parceria com o Coletivo Rebento, grupo formado por médicos em defesa da ciência, da ética e do SUS, que se reuniram para o enfrentamento da pandemia. Durante os nove dias de evento, a programação contará com mutirão de exames para aferição de pressão, medição de glicemia, além de aulas de ioga. O projeto terá ainda uma Sala da Escuta, espaço destinado aos moradores do Residencial com atendimento de três psicólogos. Também serão distribuídas máscaras de proteção à Covid-19 e álcool em gel.   

Além da assistência médica, o “Concreto Vital” receberá palestras com psicólogos, abordando temáticas sensíveis à sociedade, como educação sexual e alimentação saudável.  

A equipe de atendimento ficará responsável por possíveis encaminhamentos à Escola de Saúde Pública Paulo Marcelo Martins Rodrigues, instituição que atua em pesquisa, ensino e extensão. A parceria com o evento se estenderá mesmo após a data do festival.  

Arte no concreto 

Na sua sétima edição, o projeto já apresentou mais de 600 artistas. Utilizando-se do potencial arquitetônico da Capital, o Festival Concreto objetiva criar uma nova atmosfera para a cidade, por meio do grafite, mobiliário urbano, bazares, oficinas, palestras e festas.  

A proposta ganhou novos propósitos, promovendo o diálogo com culturas diversas e mostrando a arte urbana como possibilidade de transformação social, capaz de traçar novos caminhos.

Diário do Nordeste/Escrito por Redação, 16:17 / 19 de Novembro de 2020

Mestrado Profissional em Avaliação de Políticas Públicas

Reitoria da Universidade Federal do Ceará(UFC), em Fortaleza. Foto-Arquivo

A Universidade Federal do Ceará abre inscrições, de 23 de novembro a 7 de janeiro, para o processo seletivo do Curso de Mestrado Profissional em Avaliação de Políticas Públicas, na turma de 2021.1. Ao todo, serão 40 vagas, 35 das quais destinadas a candidatos auditores do Tribunal de Contas do Ceará.

Os candidatos podem inscrever projetos em três linhas de pesquisa: Desenho das Políticas Públicas de Caráter Social; Políticas Públicas e Mudanças Sociais; e Políticas Públicas, Território e Cultura.

Para concorrer, é necessário ter diploma de graduação em curso reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC), sem especificação de habilitação. As inscrições deverão ser realizadas exclusivamente por meio de formulário eletrônico disponível no Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas (SIGAA), na aba de processos seletivos stricto sensu.

O processo seletivo será dividido em três etapas, duas eliminatórias e uma classificatória: avaliação do projeto de pesquisa; arguição oral virtual sobre o projeto de pesquisa; e análise do curriculum vitae.

Mais informações, inclusive sobre a documentação obrigatória à inscrição, estão disponíveis no Edital nº 01/2020 do Mestrado Profissional em Avaliação de Políticas Públicas.

Fonte: Portal da UFC – Mestrado Profissional em Avaliação de Políticas Públicas – fone: (85) 3366 9734 / e-mail: mapp@ufc.br

Campanha Papai Noel dos Correios será digital em 2020

Fortaleza, Ce, BR - 17.12.19 Encerramento do Papai Noel do Correios na Associação Vidança no Bairro Vila Velha (Foto: Fco Fontelele/O POVO) (Foto: Fco Fontelele)
17.12.19 – Papai Noel dos Correios no bairro Vila Velha, em Fortaleza.Foto: Fco Fontelele

A campanha Papai Noel dos Correios, já tradicional com a chegada do fim do ano, vai ocorrer de forma digital em 2020. O motivo é a pandemia de Covid-19, que exigiu adaptações da estatal. Dentre as principais mudanças estão o recebimento virtual das cartinhas e a adoção dos pedidos das crianças, que será feito pelo Blog do Papai Noel dos Correios.

Crianças de até 10 anos de idade em situação de vulnerabilidade social podem participar da campanha. De acordo com os Correios, as cartinhas devem ser manuscritas e fotografadas ou digitalizadas para envio ao Blog da campanha. É necessário que a mensagem da carta esteja nítida na imagem.PUBLICIDADE

No Ceará, a ação contempla ainda cartinhas de crianças atendidas por mais de 15 entidades cadastradas pelos Correios. Dentre as instituições estão Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), Instituto dos Cegos, Associação Peter Pan e da Vidança. As crianças podem enviar a carta até o dia 30 de novembro.

Como adotar

Ao acessar o Blog do Papai Noel, padrinhos e madrinhas devem clicar em “Adotar Agora”. As cartas serão disponibilizadas com base na localidade informada, bem como as sugestões de locais para entrega dos presentes. A confirmação será enviada aos padrinhos por e-mail.

Diferentemente da adoção, a entrega dos presentes será feita presencialmente, seguindo os protocolos de segurança (como o uso de máscaras e evitando aglomerações). Datas, locais e horários de funcionamento dos pontos de entrega podem variar em cada Estado. As informações estão disponíveis no Blog do Papai Noel.

Por REDAÇÃO O POVO 09:49 | 25/11/2020

Festival gastronômico Sabores do Ceará chega a Sobral

O evento começa na próxima quinta-feira, 26 de novembro.Foto -Divulgação

Durante os próximos dias, os moradores de Sobral poderão aproveitar, ao mesmo tempo, sabores tradicionais da culinária local e pratos inovadores de chefs do município. Após passar por Fortaleza, o projeto Sabores do Ceará, elaborado pelo Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Ceará (Sebrae/CE), chega ao interior do Estado com 33 restaurantes parceiros e 45 pratos. O evento começa na próxima quinta-feira, 26, e segue até o dia 6 de dezembro. As opções estarão disponíveis tanto nos próprios restaurantes quanto via Whatsapp e no aplicativo aiqfome, parceiro do projeto. 

Além de estimular o comércio local, afetado pela pandemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2), o Sabores do Ceará trabalha para mostrar novas possibilidades com insumos tradicionais da região. De acordo com Suilany Teixeira, articuladora do Sebrae no escritório regional norte, a iniciativa partiu dos próprios empresários do setor, durante reunião do Fórum Empresarial da Alimentação Fora do Lar de Sobral. Após observarem o evento Fortaleza, realizado em setembro, o grupo solicitou apoio do Serviço para uma edição no interior, mas que trabalhasse de forma híbrida, tanto com atendimento presencial quanto via delivery. 

Serão quatro categorias de pratos no evento, em que cada restaurante pode participar de até duas: lanches e petiscos, sobremesas, prato principal e chef de cozinha, que consiste em um menu completo de entrada, prato principal e sobremesa. Por conta da visibilidade que o festival vem tendo, novos restaurantes demonstram interesse, mas por conta do prazo já encerrado do edital, não pode ocorrer a entrada de outros participantes. 

No site do evento, os interessados podem conferir imagens dos pratos que estarão disponíveis durante os 11 dias do Sabores do Ceará – Sobral, além de vídeos com os chefs participantes e suas respectivas criações.

Serviço

Sabores do Ceará – Sobral
De 26 de novembro a 6 de dezembro
Serviço via delivery no app Aiqfome, Whatsapp e presencialmente nos restaurantes participantes.
Mais informações: site oficial do evento

Diário do Nordeste/Escrito por Sebrae-CE, 07:00 / 24 de Novembro de 2020.

Cearenses registram passagem de foguete chinês

Foguete chinês visto aqui no Ceará
 Foguete chinês sobre o céu do estado do Ceará. Foto: VC Repórter

Cearenses registraram a passagem de um foguete chinês sobre o céu do Estado na noite desta segunda-feira (23). Em imagens obtidas pelo Diário do Nordeste, é possível ver, mesmo que de longe, a espaçonave em movimento.

O foguete foi lançado pela China nesta terça-feira (horário local) em direção à superfície lunar, com o objetivo de ser a primeira nação a trazer de volta rochas lunares e amostras de solo em mais de quatro décadas, segundo o The New York Times.

Conforme o jornal americano, a missão é a última etapa do programa espacial que a China espera culminar com uma estação de pesquisa lunar internacional e, finalmente, uma colônia humana na Lua por volta de 2030.

O astrônomo Dennis Weaver explica que a “nuvem” brilhante que apareceu no céu do Ceará “é a ejeção dos gases de queima que dão o empuxo para o foguete sair da Terra com missão para a Lua”. A passagem do foguete também pôde ser vista em estados como Rio Grande do Norte e Bahia.

Diário do Nordeste/Escrito por Isayane Sampaio, 19:23 / 23 de Novembro de 2020.

Financiamento coletivo do livro sobre a professora Aurila

Livro contará história de professora que dava aula nas sombras de cajueiros.Foto-Divulgação

Uma professora, do interior do Ceará que deu aula por 19 anos nas casas da comunidade, às sombras de cajueiros, sem nenhuma estrutura. Depois, quando o poder público municipal de Bela Cruz construiu uma escola no local, ela passou a dirigir o equipamento por mais 18 anos, totalizando 37 anos dedicados à educação. Este é um breve resumo da história da professora Francisca Aurila do Nascimento, da pequena Varjota, às margens do Rio Acaraú no município de Bela Cruz, a personagem principal da história.


Dona Aurila, como é conhecida, está com 92 anos e deseja ver sua história contada em um livro. Para isso, há alguns anos, chamou algumas pessoas da comunidade e expressou o seu desejo. Após uma pesquisa nos registros que ela guarda e algumas entrevistas com ela e com ex-alunos, o agora jornalista Marcos Araújo (na época ainda não) escreveu o material e está lançando uma campanha de financiamento coletivo para lançar o livro e realizar o sonho da professora.


“Dona Aurila me confiou esta missão já há alguns anos, mas as dificuldades para financiar publicação de livros são muito grandes: o poder público não dispõe de mecanismos de financiamento e os autores precisam autofinanciar, já que as editoras também não costumam dar oportunidades de cara para alguns gêneros literários. Por isso, só resta buscar o financiamento coletivo: com o advento da internet e de suas tecnologias, temos a oportunidade de lançar a campanha, divulgar e conquistar apoios. Da forma que estamos fazendo a campanha, o doador participa da pré-venda do livro: doa e recebe depois um desconto para adquirir o livro. Ajuda a realizar o sonho da Dona Aurila e adquire a obra. Com o livro, lançaremos também um documentário com depoimentos” , explica o autor.


Para fazer uma doação, o interessado pode entrar no site https://www.kickante.com.br/campanhas/aurila/ e pagar por boleto ou cartão de crédito. Doando R$ 10, ganha 40% de desconto para adquirir o livro; doando R$ 25, ganha 100% de desconto. Empresas podem fazer um patrocínio e doar um pouco mais: além de publicidade nos materiais de campanha e no livro, recebem ainda exemplares após o lançamento.

 
O Autor 

Marcos reside no município de Sobral há 11 anos. Seu pai foi aluno de Aurila e depois professor já na Escola, por dois anos (1983-1984). Quando começou a estudar na escolinha da comunidade, em 1994, a professora ainda dirigia a escola. Ele estudou ali até concluir o Ensino Fundamental em 2004, e depois, fez o Ensino Médio na Escola Marieta Santos, na sede de Bela Cruz. A partir de 2008, estudou na Universidade Vale do Acaraú (UVA) e depois formou-se em Jornalismo pelo Centro Universitário Inta (Uninta, 2017). Tem ainda especialização em Educação em Direitos Humanos pela Universidade Federal do Ceará (UFC, 2019).

Para mais informações ou para doar de outras maneiras, entre em contato com o autor: fcomaraujo1@gmail.com ou WhatsApp: (88) 99494-5577.

Leilão da Receita tem iPhones, bebidas e caminhões

 Os lances mínimos vão de R$ 500 a R$ 30.000Foto: PILLAR PEDREIRA/AGêNCIA SENADO

A Receita Federal receberá propostas para novo leilão eletrônico em Fortaleza a partir da próxima segunda-feira (23), às 8h. Os lances devem continuar até o dia 2 de dezembro, às 18h, e entre os produtos ofertados estão celulares, modelos como iPhone 11 e Xiaomi, além de relógios Apple Watch, bebidas e caminhões.

No total, 91 lotes com mercadorias serão disponibilizadas pela Receita. Entre os destaques, estão um iPhone 11 de 64GB por R$ 1.800, lote completo com boxes de vinhos por R$ 4.000, além de um lote com montante de 30 aparelhos celulares da marca Xiaomi, entre modelos variados, por valor mínimo de R$ 12.000.

Todos os produtos podem ser conferidos por meio do site oficial da Receita Federal. A lista completa pode ser acessada no site oficial.

De acordo com o edital do leilão, todos os produtos podem passar por consulta dos interessados e as visitas podem ser feitas em dias de expediente normal nas localidados onde estão armazenados.

Confira abaixo a lista de locais:

  • Lotes 34 a 65; 84 a 86 e 88 a 90: podem ser retirados no  Depósito da Alfândega de Fortaleza (Av. Vicente de Castro, 6971, Mucuripe)
  • Lotes 01 ao 33: no Depósito da Inspetoria do Aeroporto Internacional Pinto Martins (Avenida Senador Carlos Jereissati, 3000, Terminal de Carga Internacional – TECA – Serrinha)
  • Lotes 66 a 68 e 83: no Porto do Pecém/CE (Esplanada do Pecém, s/n° – Distrito do Pecém São Gonçalo do Amarante)
  • Lotes 70 a 82: na Inspetoria da Receita Federal de São Luís, fora do Ceará (Av. dos Portugueses, S/N, Vila Maranhão)
  • Lote 69: na Delegacia da Receita Federal em Juazeiro do Norte (Rua José Andrade de Lavor, 2001, Santa Tereza)
  • Lote 87: na Companhia Docas do Ceará (Avenida Vicente de Castro, Mucuripe)
  • Lote 91: no 2° Batalhão de Engenharia de Construção, em Teresina, no Piauí (Av. Frei Serafim, 2833 – Cabral)

Como participar

No edital, alguns critérios para participação são estipulados pelo órgão. Pessoa Física maior de 18 anos pode participar, mas precisa de CPF válido e certificado digital e-CAC da Receita Federal. Enquanto isso, para Pessoa Jurídica, é necessário manter CNPJ válido e estar em dias com a Receita Federal.

Com o arremate, será contabilizado o prazo de 30 dias para fazer a retirada do objeto. Logo após a finalização do leilão, o pagamento deve ser feito integralmente até o primeiro dia útil subsequente à data de compra ou com o percentual de 20% do valor do lance até o primeiro dia útil subsequente à data.

Ainda segundo o edital, com número 317900/004/2020, a venda e a entrega dos produtos será feita no Ceará. Todas as “despesas relativas ao relativa ao carregamento, movimentação, transporte” devem ser de ser responsabilidade dos compradores. 

Diário do Nordeste – Escrito por Redação, 12:22 / 20 de Novembro de 2020 

dezembro 2020
S T Q Q S S D
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  
Comentários