Archive for 9 de maio de 2016

Funcap lança edital de R$ 5,1 mi para apoiar pesquisadores

Há possibilidade de financiamento de até duas bolsas por projeto. Foto - Arquivo

Há possibilidade de financiamento de até duas bolsas por projeto.Foto- Arquivo

A Fundação Cearense de apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (Funcap) lançou na sexta-feira (6) edital de R$ 5,1 milhões para apoiar grupos emergentes de pesquisadores no Ceará.

De acordo com a Funcap o objetivo do programa é apoiar a execução de projetos de pesquisa científica, tecnológica e de inovação propostos por grupos de pesquisa emergentes de modo a induzir a formação de novos núcleos de pesquisa em busca da excelência científica.

Poderão apresentar propostas pesquisadores líderes de Núcleos Emergentes e com vínculo empregatício permanente com instituições científica e tecnológicas (ICTs) sediadas no Ceará. O proponente será o coordenador do projeto, sendo necessariamente um pesquisador nível 2 (bolsista PQ ou DT) no CNPq, com comprovada capacidade de liderança em pesquisa e no máximo dez anos de doutoramento.

O valor global estimado do edital é de R$ 5,1 milhões, sendo R$ 1,7 milhões oriundos do orçamento da Funcap e R$ 3,4 milhões oriundos do CNPq. As propostas devem ser apresentadas sob a forma de projeto de pesquisa e submetidas via internet, por intermédio da Plataforma Montenegro.

As propostas deverão ser enquadradas pelos proponentes em duas categorias. A Faixa A é destinada prioritariamente para os projetos em áreas experimentais e poderão solicitar recursos financeiros entre R$ 200 mil e R$ 400 mil, desembolsáveis em até 36 meses. Já a Faixa B é prioritariamente para projetos em áreas não-experimentais e as propostas poderão solicitar recursos financeiros entre R$ 100 mil e R$ 300 mil, desembolsáveis pelo mesmo período.

Uma novidade em relação ao último edital do Pronem, lançado em 2010, é a possibilidade de financiamento de até duas bolsas por projeto, sendo 36 meses para as modalidades Apoio Técnico (BAT) e Transferência Tecnológica (BTT) e 24 meses para bolsas de mestrado.

Fonte: G1 CE

Concurso público e seleções com 2.103 vagas em Fortaleza

Cidade de Fortaleza, capital do Ceará. Foto - Divulgação

Cidade de Fortaleza, capital do Ceará. Foto – Divulgação

A Prefeitura de Fortaleza, por meio do Instituto Municipal de Desenvolvimento de Recursos Humanos (Imparh), está com inscrições abertas para um concurso público e duas seleções até o início desta semana.

No total, são ofertadas 2.103 vagas para diversos níveis e especialidades, além da formação de cadastro de reserva para os cargos. Entre as oportunidades ofertadas, está a de uma nova carreira do serviço público municipal: analista de planejamento e gestão, com salário inicial de até R$ 7.512,69.

Duas seleções públicas também estão com inscrições abertas: médicos e profissionais da área da saúde. O prazo de inscrição para as duas seleções termina às 23h59 da terça-feira (10). Já o concurso público de analista de planejamento e gestão da Sepog e Iplanfor, tem inscrições abertas até as 23h59 da segunda-feira (9).

Os interessados devem acessar o site do Imparh. Os editais, links e informações necessárias para os candidatos estão disponíveis na página de cada um dos certames.


Concurso de analista de planejamento e gestão da Sepog e do Iplanfor
Inscrições: até às 23h59min do dia 9 de maio
Taxa de inscrição: R$ 160
Vagas: 50 (para várias especialidades)

O concurso oferece vagas para uma nova carreira no serviço público municipal, nas seguintes áreas de atuação: Administrativa, Gestão de Aquisições, Gestão de Pessoas, Gestão do Patrimônio, Jurídica, Modernização da Gestão, Planejamento e Orçamento, Planejamento Urbano e Políticas Públicas. Os profissionais selecionados atuarão junto à Secretaria Municipal do Planejamento, Orçamento e Gestão (Sepog) e ao Instituto de Planejamento de Fortaleza (Iplanfor).

Inscrições


Seleção pública para contratação de médicos da SMS
Inscrições: até às 23h59min de 10 de maio
Taxa de inscrição: R$ 140
Vagas: 290 (diferentes especialidades)

A seleção visa a contratação de médicos para a Secretaria Municipal da Saúde (SMS). O processo seletivo ocorrerá por meio de uma prova objetiva com caráter eliminatório e classificatório, etapa única. A data prevista para realização da prova é 5 de junho. A prova consistirá de 30 questões de múltipla escolha sobre o conteúdo programático divulgado em anexo no Edital 34.2016.
Edital e inscrição para seleção de médicos


Seleção pública para contratação de profissionais da área de saúde
Inscrições: até às 23h59min de 10 de maio
Valor: R$ 120 (Nível Superior) e R$ 80 (Níveis Médio e Fundamental)
Vagas: 1.763 (todos os níveis)

O certame visa o preenchimento 1.763 vagas na Secretaria Municipal da Saúde, destas 715 vagas são destinadas para o nível superior e 1.048 vagas são destinadas para níveis médio e fundamental. O processo seletivo ocorrerá por meio de uma prova objetiva com caráter eliminatório e classificatório, etapa única.

A data prevista para realização da prova é 5 de junho. A prova consistirá de 30 questões de múltipla escolha sobre o conteúdo programático divulgado em anexo no Edital 33.2016, com exceção da prova para o cargo de motorista socorrista, que terá 15 questões, e será acrescida de uma prova prática de direção.

Edital e inscrição para seleção de profissionais da área da saúde

Fonte: G1 CE

Inscrições para o Enem 2016 prosseguem até 20 de maio

Inscrições para o Enem começam nesta segunda (9). Foto- Ascom/ Prefeitura de Pouso Alegre

Inscrições para Enem começam nesta segunda,9. Foto-Ascom/Prefeitura de Pouso Alegre

As inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) estão previstas para começar às 10 horas desta segunda (9) e se estendem até as 23h59 do dia 20 de maio. Para participar, os candidatos devem entrar no site do Inep (http://enem.inep.gov.br/) e preencher seus dados, tendo em mãos o RG e o CPF – menores de idade que ainda não tiverem os documentos precisarão providenciá-los. Também será obrigatório informar um endereço de e-mail e um celular, o município onde farão a prova e a língua estrangeira do teste de Linguagens (inglês ou espanhol).

A taxa de inscrição custa R$ 68 – R$ 5 a mais que na edição do exame no ano passado. Dessa vez, ela poderá ser paga em qualquer agência bancária, casa lotérica ou agência de Correios (antes, só era possível quitar a guia no Banco do Brasil).

Prova

Neste ano, as provas serão realizadas nos dias 5 e 6 de novembro. No primeiro dia, sábado, o candidato terá 4 horas e 30 minutos para responder questões de Ciências Humanas e de Ciências da Natureza. No domingo, ele terá 5 horas e 30 minutos para as perguntas de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, Matemática e redação.

Os portões serão abertos às 12h e fechados às 13h, no horário de Brasília. As provas começarão, nos dois dias, às 13h30.

Os gabaritos oficiais das questões objetivas serão divulgados pelo Inep até o dia 9 de novembro. Já os resultados ainda não têm data marcada para serem apresentados.

Isenção

Aqueles que irão concluir o ensino médio em 2016 e estiverem matriculados na rede pública de ensino terão direito à isenção automática da taxa de inscrição.

Já os que pertencerem a famílias de baixa renda, mas que não sejam concluintes de escola pública, poderão declarar carência para conseguir a isenção. Durante o período de inscrição, o sistema avisará se o pedido foi aceito.

Lembrando que, a partir deste ano, os estudantes que conseguiram a isenção da taxa em 2015 e não compareceram à prova, sem justificar a ausência, vão perder o direito de não pagar a inscrição em 2016.

Atendimento especializado

Os candidatos que precisarem de atendimento especializado (com baixa visão, cegueira, visão monocular, deficiência física, auditiva e intelectual, surdocegueira, dislexia, déficit de atenção, autismo, discalculia ou outras condições especiais) devem indicar na inscrição qual o recurso que desejam para fazer a prova. Também podem solicitar auxílio: gestantes, lactantes, idosos, estudantes em classe hospitalar e sabatistas.

Entre os dias 1º e 8 de junho, pela plataforma do Inep, a pessoa deve enviar o documento que comprova sua condição. Ele deve conter o nome completo, o diagnóstico com a descrição do que motiva o pedido de atendimento especial e a assinatura de um médico ou profissional especializado, com seu CRM (registro no Conselho Regional de Medicina).

As adaptações que o candidato pode solicitar são: prova em braile ou com letra ampliada (fonte 18, com imagens maiores) ou super-ampliada (fonte 24, com imagens maiores), tradutor-intérprete de Libras (Língua Brasileira de Sinais), guia-intérprete para pessoas com surdocegueira, auxílio para leitura (inclusive a labial) e transcrição, sala acessível e tempo extra de uma hora em cada dia da prova.

A participante lactante que precisar amamentar durante as provas deve levar um acompanhante adulto, que ficará em uma sala reservada e cuidará do bebê enquanto a mãe fizer o Enem. Já aquele que estiver internado para tratamentos de saúde deve assinalar a opção “classe hospitalar”. O Inep entrará em contato com o hospital em que a pessoa estiver para verificar as condições necessárias para que a prova seja feita.

Os sabatistas precisam marcar a alternativa “guardador do sábado por convicção religiosa” para fazê-la em outro horário. Eles entrarão no local de prova quando os portões abrirem, às 12 horas, juntos com os demais, e aguardarão até as 19 horas para fazer a prova.

Nome social

Travestis e transexuais que quiserem tratamento pelo nome social devem informar o pedido ao Inep na inscrição, além de enviar cópia do documento de identificação, com foto recente e formulário preenchido, entre os dias 1º e 8 de junho.

Para que serve o Enem?

Criado para avaliar os conhecimentos dos estudantes que concluíram o ensino médio, a prova também substitui vestibulares no acesso a instituições federais de ensino superior. No entanto, essa não é sua única função.

As notas do Enem podem ser usadas por quem tem mais de 18 anos para obter a diploma do ensino médio. Também são exigidas para o candidato que pretende uma bolsa de estudos pelo ProUni ou financiamento estudantil pelo Fies.

O Ciência sem Fronteiras é outro programa federal que pede boas notas no exame nacional como critério de seleção.

Veja abaixo as funções do Enem e suas regras:

Seleção para universidades
As notas do Enem são usadas para selecionar alunos para as vagas em universidades federais e outras instituições de ensino.

As universidades podem usar o Enem como único método de seleção, pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), ou fazer uma combinação entre as notas do Enem e seu vestibular próprio. O Sisu já recebeu a adesão da maioria das universidades e institutos federais e, na última edição, ofereceu mais de 205 mil vagas.

Programa Universidades Para Todos (Prouni)
Para disputar uma bolsa de estudos do Prouni, que varia de 50% a 100% do curso de uma instituição de ensino superior privada, o candidato precisa ter obtido nota mínima de 450 pontos no Enem e não pode ter zerado a redação. Na última edição do programa, foram ofertadas 213.113 bolsas em 1.117 instituições.

Financiamento Estudantil (Fies)
Estudantes que concluíram o ensino médio a partir de 2010 e querem solicitar o Fies devem ter feito Enem, caso contrário, não poderão solicitar o benefício. A partir deste ano, o candidato precisa ter obtido 450 pontos no exame nacional e não pode ter zerado a redação.

Pelo Fies é possível financiar os cursos de graduação bem avaliados junto ao MEC. A taxa de juros é de 3,4% ao ano para todos os cursos. Ele pode ser solicitado pelo estudante em qualquer etapa do curso e em qualquer mês.

Seleção para ensino técnico (Sisutec)
Quem estiver interessado em uma vaga gratuita de cursos técnicos oferecidos em instituições públicas e privadas pelo Sisutec deverá ter feito as provas do Enem. As notas no exame serão usadas para classificação dos concorrentes.

Ciência Sem Fronteiras
O programa do governo federal oferece bolsas de estudo para intercâmbios no exterior destinado a alunos de graduação e pós. Para participar da seleção de bolsas durante a graduação, é preciso ter feito qualquer edição do Enem a partir de 2009 e conseguido a média mínima de 600 pontos. Os candidatos também são avaliados de acordo com seu aproveitamento acadêmico na universidade.

Certificação para o Ensino Médio
Quem tem no mínimo 18 anos e não concluiu o ensino médio pode conseguir a certificação por meio do Enem. A pontuação mínima é 450 pontos em cada uma das áreas de conhecimento e 500 pontos na redação.

Fonte: G1 São Paulo

maio 2016
S T Q Q S S D
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  
Comentários
Arquivos