Festival exibirá 23 filmes nacionais de várias épocas

O Segredo dos Diamantes (2014), de Helvécio Ratton, compõe programação de longas infantis (Foto: Divulgação)
O Segredo dos Diamantes (2014), de Helvécio Ratton, compõe programação de longas infantis (Foto: Divulgação)

Num formato totalmente digital, inicia nesta quinta, 25, o Festival Férias Brasileiras, dedicado à criançada, que chega como uma opção para divertir os pequenos, e é composto por 23 títulos nacionais, que estarão disponíveis gratuitamente na plataforma Looke, até 25 de março.

Quem assina a curadoria do festival é Patrícia Durães, que dirige o projeto Escola no Cinema desde seu surgimento, junto com Eliane Monteiro. Em sua seleção, estão filmes de várias épocas, que servem para o espectador conhecer, caso não tenha visto ainda, ou rever e matar saudade. Tem “O Cavalinho Azul“, filme de 1984 dirigido por Eduardo Escorel, que mostra as aventuras do pequeno Vicente, que parte em busca de seu animalzinho, que seus pais tiveram de vender para suprir as necessidades. Dos mais recentes, “Detetives do Prédio Azul, O Filme” (2017), de André Pellenz, é um dos destaques.https://www.youtube.com/embed/_XOnfkT1PT8

A ideia inicial era realmente apresentar o festival durante as férias da garotada, mas, de acordo com Patrícia, a aprovação do projeto acabou saindo algum tempo depois do previsto e as atividades escolares ainda estavam suspensas. “Foi aí que comecei a pensar em uma programação que trouxesse a sensação de estar em férias, buscando filmes com gosto de aventura, fantasia, festa, viagens, que não ficasse presa a um tempo determinado”, diz.

A seleção escolhida tem histórias para estimular a imaginação e agradar ao público infantil, mas mira também a família. Entre as produções escolhidas, algumas estarão disponíveis continuamente, como é o caso de “Andorinha” (2019), de Clara Braem; “Brichos” (2006), de Paulo Munhoz; “Corda Bamba” (2012), de Eduardo Goldenstein e “Garoto Cósmico” (2007), de Alê Abreu.

Segundo a curadora, “a ideia era apresentar um repertório da nossa cinematografia, uma conexão com a nossa cultura, nossa língua, nossas histórias, revisitando desde filmes do passado até os mais atuais”.

Além de reunir obras destacadas e premiadas, o evento é uma oportunidade de dar a pais e educadores um espaço onde possam encontrar filmes que auxiliem neste momento de isolamento social. “É muito importante proporcionar às crianças uma programação de qualidade e diversidade para ser usufruída dentro de casa”, destaca Patrícia, enfatizando que no Brasil é escasso o trabalho destinado à preservação da memória da cultura da infância.

E o festival não se limitará às exibições de filmes e vai incluir contação de histórias. “Compor o Férias Brasileiras me fez revisitar eventos que realizamos dentro do cinema, e as sessões sempre se iniciavam com uma narração de histórias que contextualizava o universo a ser retratado pelo filme”, revela a curadora. A partir dessa experiência, convidaram a artista Stela Barbieri para uma nova parceria e, junto com ela, Urga Maira e Andi Rubinstein, que farão uma roda de histórias a ser apresentada aos sábados (de 27/2 a 20/3), às 17 horas.

O POVO Online – Por AGêNCIA ESTADO18:53 | 24/02/2021 0FacebookTwitter

Deixe uma resposta

abril 2021
S T Q Q S S D
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  
Comentários
Arquivos